Durga Puja: um festival “obrigatório” nos pacotes dos operadores turísticos portugueses

Durga Puja: um festival “obrigatório” nos pacotes dos operadores turísticos portugueses

Categoria Destinos, Explore

O operador turístico indiano Meghdutam Travels, em colaboração com o Ministério do Turismo da Índia, apresentou esta terça-feira na Casa de Goa, em Lisboa, aquele que é o maior festival de arte e cultura do mundo: Durga Puja.

Foi numa viagem até à cidade de Calcutá que Jaydeep, presidente do operador turístico, convidou todos os presentes a conhecerem este evento que pára multidões durante 10 dias. Uma festa carregada de emoções e tradições onde a principal figura homenageada é a deusa Durga.

Classificado como “o maior evento social e cultural do mundo”, Durga Puja é um “festival de outono que acontece todos anos entre os fins de setembro e inícios de outubro” em Calcutá, uma cidade que “vive verdadeiramente este festival. Os pandels são uma galeria a céu aberto”, descreve o presidente, acrescentando que são instaladas cerca de “seis mil (pandels) estruturas temporárias” de diversas dimensões.

Apesar destas características, o evento ainda não tem o reconhecimento no mundo ocidental. “As pessoas vão aos destinos indianos convencionais mas isto mantém-se desconhecido”, refere Jaydeep, que sempre foi dizendo que este “desafio” de colocar Durga Puja nos circuitos turísticos tem sido proveitoso. “Tenho convidado repórteres e bloggers para vir participar no festival”, indicando que todos voltam sempre. “É preciso estar em Calcutá para ver, acreditar, para fazer parte e gostar”, sustenta.

A ocasião ficou também marcada por testemunhos de quem já teve a oportunidade de vivenciar este festival, sublinhando que “é uma experiência para a vida”. Uma mensagem que ficou bem presente é de que a inclusão deste evento nos pacotes dos operadores turísticos portugueses que promovem a Índia deve ser “obrigatória”.

Cristiana Macedo