eDreams ODIGEO conclui alteração do seu modelo de receitas

eDreams ODIGEO conclui alteração do seu modelo de receitas

Categoria Business, Ot's Av's

A eDreams ODIGEO, empresa de viagens online europeia e um dos maiores negócios de e-commerce europeus, anunciou hoje a conclusão, a 31 de março de 2019, da sua ambiciosa alteração do modelo de receitas em todos os seus principais mercados. Este plano de transformação visava a construção de uma organização mais centrada no cliente, com maior transparência para os viajantes, o que contribuirá para garantir o sucesso do negócio a longo prazo.

Como resultado da experiência de utilizador melhorada e do aumento da satisfação dos clientes, esta alteração do modelo de receitas irá permitir a todo o grupo reduzir ainda mais os custos de aquisição e aumentar a taxa de conversão, bem como o número de reservas através de dispositivos móveis. Ao mesmo tempo, os viajantes poderão tirar partido do vasto conjunto de recursos da empresa e de todas as suas inovações.

Tal como foi anunciado em junho de 2018, os investimentos estratégicos realizados para completar esta transformação resultaram no crescimento mais lento da margem de lucro, na redução das reservas e no ajuste do EBITDA, no primeiro semestre do ano fiscal de 2019. No entanto, foi possível reverter esta tendência na segunda metade do ano fiscal, e a empresa demonstra total confiança na contínua e bem-sucedida implementação e evolução desta estratégia.

Dana Dunne, Chief Executive Officer, diz: “Há dois anos, anunciámos uma ambiciosa jornada de transformação que trouxe a empresa até uma posição muito mais forte atualmente. O nosso objetivo era responder à evolução das necessidades dos viajantes com um negócio mais transparente e centrado no cliente. Estamos orgulhosos de poder, agora, oferecer isso. Ao iniciar o nosso novo ano fiscal, começamos um empolgante capítulo para a nossa empresa, focado em expandir ainda mais as nossas estratégias de diversificação, impulsionadas por uma maior inovação, o que continuará a fortalecer os nossos negócios a longo prazo, para o benefício dos nossos clientes e também dos nossos shareholders.”

A empresa confirma os resultados atualizados para o ano completo de 2019 em termos de margem de lucro, EBITDA Ajustada e reservas, que serão lançados no dia 25 de junho, antes da abertura do mercado: a margem de receitas ascende entre 524 a 530 milhões de euros, o EBITDA ajustado a 118 a 120 milhões de euros, e as reservas desceram entre 3 a 5% face a 2018.