eDreams ODIGEO cumpre previsões com receitas de 267,6 milhões de euros no primeiro semestre

Categoria Business, Ot's Av's

A eDreams ODIGEO, companhia de viagens on-line da Europa e uma das maiores empresas europeias de comércio eletrónico, anunciou, numa nota enviada à imprensa, os resultados do semestre terminado a 30 de setembro de 2018.

Destaques dos resultados no 1.º Semestre

Desempenho, em linha com as previsões. As reservas ficaram em 5.8 milhões (-2% homólogos), a Margem de Receitas foi € 267.6 milhões (+5% homólogos) e o EBITDA Ajustado foi de € 52.6 milhões (-10% homólogos).

  • O desempenho no 1H reflete o progresso estratégico visível nos principais indicadores (KPIs):
  1. O desempenho das reservas reflete o enfoque no negócio sustentável, com mais receitas em menos reservas.
  2. Reservas móveis crescem de 37% para 42% no 2º trimestre do ano fiscal de 2019.
  • As Receitas de Diversificação impulsionaram o crescimento e tornaram-se o maior contribuinte para os proveitos:
  1. As Receitas de Diversificação aumentaram mais de 40% no primeiro semestre do ano fiscal de 2019, tornando-se o maior contribuinte, mais que compensando a redução intencional das Receitas do Cliente Clássico devido à mudança no modelo de receitas
  2. Rácio de diversificação de produtos sobe de 50% no segundo trimestre do exercício fiscal de 2018 para 64% no ano fiscal de 2019.
  • Refinanciamento realizado com muito êxito vai melhorar significativamente os fluxos de caixa futuros:
  1. Redução do cupão em 300 pontos base para 5,5%
  2. Cupão 80 pontos-base melhor do que a média das obrigações com notação B2 emitidas em 2018
  3. Poupança de € 12,7 milhões em custos com juros anuais
  • No bom caminho para cumprir as previsões para o ano inteiro

Face aos resultados, Dana Dunne, CEO da eDreams ODIGEO, refere que “nos primeiros seis meses do ano, continuámos a tirar partido da nossa estratégia de investirmos no nosso modelo de diversificação de receitas e de aumentarmos a transparência dos preços para os nossos clientes”. A diretora diz ainda ainda que “os nossos resultados estão em linha com as expectativas das previsões para o exercício completo, uma vez que o desempenho financeiro abrandou em resposta às mudanças no nosso modelo de receitas. Uma melhor ligação dos nossos produtos acessórios aos voos e o crescimento nos nossos Pacotes Dinâmicos continuou a gerar um crescimento positivo das margens de receita, e estamos confiantes na existência de mais oportunidades de crescimento, à medida que continuamos a acrescentar novos produtos e serviços à nossa oferta”.

Para finalizar, Dana Dunne, afirma que “na sequência do êxito do nosso refinanciamento no início do ano, estamos numa situação financeira saudável e, quanto ao futuro, continuamos empenhados em oferecer o melhor serviço aos nossos clientes, no sentido de podermos corresponder a todas as suas necessidades de viagens”.