ESTM, IPL: Em Peniche há opções com futuro

ESTM, IPL: Em Peniche há opções com futuro

Categoria Advisor, Formação

O Turismo tem vindo a acompanhar as dinâmicas sociais globais e a angariar novos produtos, atores, espaços e um cariz mais fluido nas suas dinâmicas, perante uma procura cada vez mais exigente, complexa e diversificada. O reforço contínuo do cariz multi e interdisciplinar da atividade turística suscita o aparecimento de novas áreas de conhecimento, algumas das quais intrinsecamente ligadas à adoção de modelos de sustentabilidade de acordo com os desafios atuais.

De um paradigma em que predominava um conceito turístico tradicional, assente sobretudo na hotelaria, passou-se para uma visão holística, multifacetada e com inúmeros atores (empresários de vários ramos, forças vivas, instituições públicas, autarquias e governos), que contribuem para a atratividade dos destinos, e para uma imagem coerente com os seus objetivos estratégicos. A formação está intrinsecamente ligada a estes processos e tem vindo a fazer um esforço para corresponder a uma espécie de causa nacional, tal é o impacto da atividade turística no País.

Neste sentido a Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar (ESTM) do Politécnico de Leiria tem vindo a reforçar a aposta na formação na área do turismo, assumindo responsabilidades em torno da investigação e da partilha e valorização de conhecimento. Atestando esta qualidade, a Organização Mundial de Turismo certificou com o selo TEDQUAL seis das suas licenciaturas.

Em 2014 a FCT reconheceu a unidade de I&D CiTUR – Centro de Investigação, Desenvolvimento e Inovação em Turismo. O CiTUR é uma unidade I&D nacional que associa várias instituições de ensino superior e cerca de 200 investigadores portugueses e estrangeiros. A sua missão é o desenvolvimento de investigação aplicada e a criação, partilha e valorização de conhecimento científico em turismo.

Este artigo foi publicado na edição 313 da Ambitur.