Estudo conclui que terrorismo não prejudicará o aumentos das viagens a cidades

Estudo conclui que terrorismo não prejudicará o aumentos das viagens a cidades

As viagens a cidades representam o segmento que cresce mais rápido no mercado de viagens de férias internacional. Os turistas da Europa, Ásia, América do Norte e América do Sul visitam cada vez mais os destinos mais próximos, mas também os mais longíquos. O relatário ITB World Travel Trends Report, realizado pela IPK International a pedido da ITB Berlin, cujos resultados acabam de ser divulgados, indicam que, apesar de todas as consequências dos recentes ataques terroristas em Paris, as expetativas apontam para que as viagens a cidades continuem a crescer nos próximos anos.

Segundo o estudo, o número de viagens a cidades entre 2007 e 2014 subiu aceleradamente em 82 por cento, atingindo uma percentagem de 22 por cento em todas as viagens ao exterior no mundo inteiro. “Este segmento é muito dinâmico e proporcionou um grande impulso ao crescimento do mercado nos últimos anos,” comenta Rolf Freitag, presidente da IPK International. Os voos favoráveis, os alojamentos baratos, mas também as novas atrações e atividades que vão surgindo, são alguns dos fatores que mais contribuem para este crescimento. A região que regista um maior incremento é a Ásia-Pacífico. Na Europa, o número de viagens a cidades aumentou 20 por cento.

As consequências dos ataques terroristas para os destinos turísticos mais populares do mundo é uma temática que tem sido debatida por vários especialistas da industria. Veneza, por exemplo, está preocupada com as consequências que podem causar as chegadas em grande número de passageiros de cruzeiros que invadem as estreitas ruelas para visualizar todas as maravilhas da cidade no menor tempo possível. Em Barcelona, já houve muitas críticas dos habitantes do centro histórico da cidade e de outros bairros devido à invasão de um grande número de turistas nos bairros residenciais. Segundo Rolf Freitag, em “algumas cidades, o assunto torna-se conflituoso, principalmente no que toca aos cruzeiros, pois o seu grande número de passageiros são verdadeiros desafios para as cidades”. O responsável calcula que, nos próximos anos, provavelmente poderá pensar-se em limitar o número de visitantes em algumas cidades.

 Hong Kong, Paris e Nova Iorque são os três destinos top das viagens a cidades

Em 2014, Hong Kong, Paris e Nova Iorque foram os três destinos top do mundo (cidade e arredores). Londres, Macau, Bangkok, Barcelona, Singapura, Istambul e Munique completam o top 10.