Europcar Portugal lança serviço de Renting de Longa Duração

Europcar Portugal lança serviço de Renting de Longa Duração

Categoria Business, Transportes

A Europcar Portugal lançou, em projeto piloto, um novo serviço de Renting de longa duração, para períodos de tempo até 36 meses, para dar resposta a uma necessidade que sentia nos clientes. Nuno Barjona, Head of Marketing and New Mobility da Europcar Portugal, afirmou, durante a apresentação deste serviço, que esta “é a resposta a toda esta procura de maior flexibilidade” por parte dos seus clientes.

E assim surge o Europcar Longa Duração, dirigido aos segmentos dos Particulares e das PME, que para já conta com oito veículos ligeiros, alugados até 36 meses. Em maio, o novo serviço de Renting contará também com sete carros comerciais a alugar por períodos de tempo até 18 meses.

O novo serviço tem todos os serviços incluídos: seguro, manutenção, pneus, assistência em viagem, contratação de gestão combustível, Via Verde e desconto BP. Há ainda a oferta de Viatura de Espera, similar em categoria e preço, usada no período entre a encomenda e a entrega de nova viatura, assim como Viatura de Substituição, similar e ilimitada.

Outra novidade avançada por Nuno Barjona é um balcão nos Centros de Atendimento da Europcar, em Lisboa e no Porto, para responder aos pedidos de manutenção e marcação de revisão dos clientes deste serviço. Estes centros contam com Driver ID, já com os dados dos clientes, para maior rapidez e flexibilidade. Existe ainda a possibilidade de antecipação de contratos.

A subsidiária do Europcar Group tem investido no segmento low cost, onde encontra muitos particulares, e no digital onde “uma grande percentagem do negócio é feita”.

A Europcar Portugal alugou cerca de 18 mil carros o ano passado e espera, neste primeiro ano do serviço de longa duração, chegar aos 500 contratos de aluguer dos quais entre 60 a 70% serão de empresas.

A Europcar assume-se “sempre atenta às tendências do setor”, nomeadamente, ao “pagar para usar” em vez do “pagar para ter”. Nuno Barjona garante que “o tempo é cada vez mais um ativo valioso, queremos a vida sem complicações”.

Este artigo foi publicado na edição 310 da Ambitur.