Filipinas batem recorde em 2018 com 7,12 milhões de turistas

Filipinas batem recorde em 2018 com 7,12 milhões de turistas

As Filipinas registaram 7,12 milhões de turistas em 2018, o maior número de sempre, apesar de uma das mais populares ilhas das Filipinas, Boracay, ter estado encerrada durante seis meses devido à massificação turística, noticia a Lusa.

O número alcançado no ano passado representa um aumento de 7,12% em relação a 2017, quando o arquipélago registou 6,6 milhões de visitantes, de acordo com dados divulgados pelo Departamento de Turismo das Filipinas.

O aumento do turismo nas Filipinas cresceu acima da média dos países do sudeste asiático (6%), informou o departamento, citando dados da Organização Mundial de Turismo (OMC).

O encerramento de Boracay, que reabriu aos turistas em outubro, após seis meses de encerramento, devido à massificação turística, poluição das águas e crescimento anárquico de hotéis, fez com que ilhas como Palawan ou Siargao, ou mesmo Romblon ou Siquijol, registassem um grande aumento turístico, em comparação com 2017.

Em 2017, Borocay recebeu mais de 2 milhões de turistas, mas após a reabertura tem menos hotéis e restaurantes, bem como uma quota de visitantes autorizados e novas regulamentações, como a proibição de tabaco e álcool nas praias, para trazer ordem ao litoral.

Para evitar uma nova onda maciça de turistas, a capacidade da ilha foi limitada a 19.200 turistas e por dia não podem entrar mais de 6.400.

A Coreia do Sul continua a ser a principal fonte de turistas para as Filipinas (1,5 milhões), seguido da China que foi o mercado que mais cresceu (quase 30%) com 1,25 milhão de visitantes.

Os Estados Unidos ficaram em terceiro lugar com 1,03 milhões, seguido pelo Japão com 631.800 e pela Austrália com 279.821 visitantes.