Fitur lança o Observatório FiturNext

Fitur lança o Observatório FiturNext

Categoria Agenda, Inside

Os grandes números que congrega a Fitur como um dos encontros de maior impacto no setor mundial do turismo, que cada ano reúne mais de 200.000 profissionais, juntamente com a sua capacidade de prescrição de tendências e modelos de negócios, levou o IFEMA, através da Feira Internacional de Turismo de Madrid, a criar o observatório FiturNext.

Um projeto que irá iniciar na Fitur 2019, e que procurará focar-se nas melhores práticas que os diferentes atores do setor já estão a colocar em marcha a nível internacional para melhorar a qualidade da atividade turística, assim como partilhar com a comunidade os novos modelos sobre os quais se sustentará o turismo no futuro. O observatório, cujo trabalho de investigação irá continuar ao longo dos próximos três anos, agirá como guia para identificar as tendências do turismo futuro e projetar as linhas que geram um impacto positivo tanto no âmbito económico, como social, cultural e ambiental.

O Turismo representa um dos principais motores de desenvolvimento, e o seu crescimento, de acordo com a Organização Mundial do Turismo (OMT), é hoje mais rápido que o do conjunto da economia mundial. Atualmente, um em cada dez postos de trabalho criados está ligado ao setor. A OMT prevê que em 2030, o turismo represente 12% do PIB mundial e que o número de viajantes atinja os 1.800 milhões no mundo. No entanto, o turismo também gera uma importante pegada ambiental e social, tendo em conta o forte impacto do setor e a pressão que o elevado número de visitantes cria sobre os recursos e as infraestruturas de muitos destinos.

Com o objetivo de contribuir para a identificação de linhas e modelos de turismo capazes de afrontar estes desafios, o IFEMA/Fitur colocou em marcha o observatório FiturNext, uma plataforma de convergência setorial que servirá de catalisador dos projetos e iniciativas turísticas que em diferentes pontos do mundo olham para o futuro. Um quadro no qual empresas, instituições, organismos e destinos partilhem, sob diferentes ângulos, o objetivo comum de contribuir para a criação de um impacto positivo tanto na experiência dos visitantes, como na dos residentes, assim como no desenvolvimento dos destinos e no equilíbrio do planeta. O observatório estará, portanto, aberto a todas as iniciativas que promovam um turismo comprometido e inclusivo no qual os diferentes atores possam contribuir ativamente para a melhoria da qualidade da atividade turística.

Para isso, o FiturNext irá desenvolver um processo de identificação e difusão de iniciativas em linha com os valores enquadrados neste modelo de turismo, que abordem alternativas a questões como o sobreturismo, a criação de trabalhos inclusivos, o desenvolvimento local ou a mobilidade sustentável, entre outras.

“FiturNext nasce partindo da pergunta ‘Como pode ser o turismo do futuro?’. Para além da sua repercussão económica, a atividade turística valoriza a riqueza cultural e natural, facilita o encontro entre indivíduos e fomenta o crescimento pessoal dos viajantes. Por isso convidamos todos os atores envolvidos no setor a participar numa discussão global para valorizar todos os benefícios desta atividade e promover o modelo de turismo que queremos num futuro próximo, responsável e com impacto positivo”, afirma Eduardo López-Puertas, diretor-geral do IFEMA.

A profundidade do projeto vai exigir um trabalho a longo prazo, e a participação ativa de todos os agentes que partilhem os mesmos objetivos de responsabilidade e de qualidade à volta do turismo. Neste sentido, o observatório FiturNext será lançado durante a Fitur 2019, que terá lugar de 23 a 27 de janeiro de 2019 em Madrid e será seguido de diferentes fases do projeto até 2021, ano em que serão apresentadas as principais conclusões e linhas acordadas para a edificação do turismo do futuro.