FlixBus associa-se à APAVT com objetivo de se afirmar no mercado português

FlixBus associa-se à APAVT com objetivo de se afirmar no mercado português

Categoria Business, Ot's Av's

A FlixBus operador de transporte rodoviário de longa distância, junta-se à Associação das Agências de Viagem e Turismo (APAVT ). A parceria surge do seguimento de um acordo inserido na estratégia de afirmação do operador no mercado português e no rescaldo do anúncio da expansão em Portugal.

Pablo Pastega, diretor-geral da FlixBus em Portugal e Espanha, refere em comunicado que “estamos muitos satisfeitos por nos tornarmos membros associados da APAVT. O nosso objetivo principal passa sempre por oferecer o melhor serviço aos nossos passageiros, e esse serviço de qualidade começa desde o momento da compra de um bilhete para viajar connosco”. Para o responsável a APAVT é uma “associação de renome no panorama do turismo em Portugal e tem uma extensa rede de parceiros de referência, incluindo agências que já colaboram com a FlixBus a nível local permitindo que, dessa forma, existam mais pontos de venda para chegar a mais portugueses”.

Já para Pedro Costa Ferreira, presidente da APAVT “é obviamente com enorme prazer que damos as boas-vindas à FlixBus como nosso associado aliado. A aposta que está a fazer na distribuição turística nacional, ao filiar-se na APAVT, merece-nos todo o apoio na sua promoção. Estamos, assim, todos comprometidos no desenvolvimento desta parceria, fazendo votos de um enorme sucesso para o seu negócio”.

A FlixBus já tem 20 linhas internacionais diretas entre Portugal e o resto da Europa e para em mais de 20 cidades portuguesas que chegam a cerca de 50 destinos europeus. Todas as ligações são feitas com uma frota de autocarros novos, que seguem as mais altas normas de segurança, conforto e baixas emissões de gases, em concordância com a normativa EURO VI. A empresa anunciou expansão em Portugal no seguimento da abertura do mercado de transporte “Expressos” que irá revolucionar o setor dos transportes de longa-distância em Portugal, traduzindo-se em mais opções de transporte, mais postos de trabalho, mais viagens, preços mais baixos e menos poluição graças à redução da utilização do carro privado.

 

Foto cedida por FlixBus