Fortaleza da Torre Velha, Juromenha ou Forte Velho do Outão entram no Revive

by Rita Inácio | 26 Julho 2019 10:33

O Governo lançou esta quinta-feira, 25 de julho, a segunda edição do Programa Revive, apresentando os 15 imóveis que vão ser integrados nesta nova fase. Sete dos imóveis que vão entrar nesta edição do Revive estão localizados no interior do país, o que reforça o compromisso do Revive com o desenvolvimento do território e o papel do Turismo como instrumento de coesão territorial.

Entre os 15 imóveis estão Monumentos Nacionais como o Mosteiro de São José, em Évora; a Fortaleza da Torre Velha, em Almada; o Quartel das Esquadras, em Almeida; ou o Edifício Pombalino no número 8 da Rua da Prata, onde decorreu a cerimónia de lançamento. Contam-se também vários Imóveis de Interesse Público como o Palacete Viscondessa de Santiago do Lobão, no Porto; a Fortaleza da Juromenha, no Alandroal ou o Forte da Cadaveira em Cascais.

O Forte Velho do Outão, em Setúbal; a Casa do Outeiro, em Paredes de Coura; o Castelo de Almada; o Centro Educativo Vila Fernando, em Elvas ou a Casa das Fardas em Estremoz são alguns dos outros imóveis que integram a 2.ª edição do Revive.

Revive e concessão do Forte da Ínsua

O Programa Revive foi lançado em 2016, com 33 imóveis. Até ao momento foram lançados 17 concursos, e até final deste mês estarão 8 imóveis adjudicados, que representam um investimento superior a 54 milhões de euros. O primeiro imóvel reabilitado ao abrigo do Revive, o Convento de São Paulo, em Elvas, abriu ao público em junho. Esta quinta-feira foi também anunciado o lançamento do 18.º concurso público, para a concessão do Forte da Ínsua, em Caminha.

O Programa Revive promove a recuperação e a requalificação de imóveis públicos classificados que estão sem uso, através da concessão a privados para exploração para fins turísticos. É um programa conjunto dos ministérios das Economia, Cultura e Finanças.

O Revive é considerado um “case study” na recuperação de património público, tendo já sido promovida a exportação do modelo deste programa para São Tomé e Príncipe, Brasil, Cabo Verde, Moçambique e Angola.

Source URL: https://www.ambitur.pt/fortaleza-da-torre-velha-juromenha-ou-forte-velho-do-outao-entram-no-revive/