Governo prepara ajuda de emergência à TAP e contrata VdA e Deloitte

Governo prepara ajuda de emergência à TAP e contrata VdA e Deloitte

Categoria Business, Transportes

O Governo nomeou o ex-presidente das Águas de Portugal, João Nuno Mendes, para negociar a ajuda do Estado à TAP, e contratou ainda a assessoria da VdA e da Deloitte, além da própria Parpública, que tem 50% da companhia aérea. A notícia é avançada hoje pelo jornal Eco, que indica que o Governo estará já a estudar efetuar um primeiro empréstimo de emergência já nas próximas semanas, uma vez que a TAP poderá entrar em incumprimento face às suas obrigações. O total da ajuda pública deverá ultrapassar os mil milhões de euros. E João Nuno Mendes terá de apresentar um plano de medidas para salvar a companhia aérea nacional.

O Governo terá estado a aguardar as decisões da Comissão Europeia sobre os apoios estatais a empresas de aviação europeias. Agora, com a nomeação desta nova equipa para encontrar o melhor modelo de capitalização, é preciso garantir um empréstimo-ponte de emergência para assegurar tesouraria à TAP para, no mínimo, os próximos dois meses.

De acordo com as informações do Eco, no quadro das negociações com os privados da TAP, a solução mais provável passará por uma injeção de capital, até 250 milhões de euros, e uma emissão de obrigações. O jornal indica que o Governo estará já a preparar-se para apresentar a Bruxelas um pedido de autorização de uma injeção de capital superior a mil milhões de euros. E adianta que, neste contexto, é possível que o acordo entre David Neeleman e Humberto Pedrosa se venha a desfazer. Nesse caso, o empresário português poderá também fazer uma injeção de capital, acompanhando parcialmente o esforço do Estado.