Grupo Meliá já cresceu 74% nos primeiros nove meses do ano

Grupo Meliá já cresceu 74% nos primeiros nove meses do ano

Categoria Alojamento, Business

O grupo Meliá Hotels International apresentou os resultados financeiros dos primeiros nove meses do ano, os quais foram positivos, atingindo um crescimento de 74% quando comparado ao mesmo período, em 2015, segundo um comunicado da cadeia hoteleira. De acordo com a nota, os resultados devem-se à “conjuntura turística vivida em Espanha” e também à “estratégia de melhoria, ‘rebranding’ e reposicionamento desenvolvido nos resorts mais emblemáticos do Grupo.

O Grupo registou um lucro líquido de 92,2 milhões de euros, o que representa um crescimento de 74%, em relação a período homólogo de 2015. A Meliá destaca deste modo, “a sólida evolução” do negócio hoteleiro como “a alavanca mais importante nos resultados, onde os ganhos de capital não são contados por rotação do ativo uma vez que as vendas do terceiro trimestre ainda não estão fechadas”.

Para o encerramento de 2016 e 2017, o Grupo espera concluir a venda de alguns ativos não estratégicos do seu portefólio, de forma a fortalecer o modelo de ‘joint ventures’, como impulsionador da estratégia de transformação de ativos necessários para futuros investimentos. O que contribui para o incremento da qualidade das propriedades operadas pelas diferentes marcas
do Grupo e para a intensificação do modelo de negócio. Neste sentido, o Grupo informou sobre a recente venda do hotel Sol Parque San António (Ilhas Canárias) por 8 milhões de euros, o que gerou um ganho de capital de cerca de 4 milhões de euros, valor que estará refletido nos resultados do
quarto trimestre.

Os resultados financeiros também foram influenciados positivamente, no final de uma produção significativa de débito (240 milhões de euros menos do que em dezembro de 2015), com uma redução consistente da taxa média de juros, que se situou em 3,6%, gerando uma economia de custos de financiamento de 20,5 milhões de euros. A redução da dívida líquida da Meliá, que se estima em 528,8 milhões de euros, foi possível graças à amortização de obrigações convertíveis e aumento da geração de caixa da empresa. Todos estes esforços também contribuem para a melhoria dos rácios financeiros, como a relação Dívida Líquida/Ebitda (sem mais-valias) que o Grupo espera manter a 2,5 e 3 vezes.

Em relação à expansão internacional, a Meliá Hotels International continua a adicionar hotéis em mercados emergentes, onde o Grupo já está presente. Na Indonésia com as assinaturas do Meliá Lombok Tangkong, Melia Bintan e o Melia Pekanbaru. No Qatar com o Innside Doha, Vietnam e o Meliá Ho Tram. Em Cabo Verde com 4 hotéis: Meliá Salamansa e Melia Resort Lusofonia, e na Tanzânia o Meliá Serengeti. Foram ainda assinados hotéis que abrem novos mercados para a cadeia, entre os quais no Cazaquistão, com o Meliá Almaty, no Irão com o Gran Melliá Ghoo ou Maldivas, com Gran Meliá Maldivas.