Grupo SATA agrava prejuízos para 42 milhões de euros no primeiro semestre

Grupo SATA agrava prejuízos para 42 milhões de euros no primeiro semestre

Categoria Business, Transportes

As duas transportadoras aéreas do grupo SATA fecharam o primeiro semestre com prejuízos de cerca de 42 milhões de euros, que comparam com perdas de 33,5 milhões no período homólogo, indicam documentos oficiais a que a Lusa teve acesso.

De acordo com as demonstrações financeiras das empresas públicas regionais, enviadas hoje pelo executivo açoriano ao parlamento da região, é referido que a Azores Airlines (que opera de e para fora do arquipélago) teve prejuízos de 34,5 milhões de euros entre janeiro e junho, ao passo que a SATA Air Açores, que voa no arquipélago, teve perdas de 7,6 milhões de euros.

A operação da SATA no período foi fortemente condicionada pela pandemia de Covid-19, tendo a empresa parado a operação durante a maior parte do segundo trimestre. Todavia, em 2019, os prejuízos globais do grupo haviam já sido de 53 milhões de euros, valor em linha com a perda registada em 2018.

A SATA pediu recentemente um auxílio estatal de 133 milhões de euros, operação aprovada por Bruxelas. No entanto, a Comissão Europeia abriu um procedimento para Portugal provar que os três aumentos de capital recentes na transportadora açoriana não foram ajudas do Estado, decorrendo atualmente o prazo para o país responder.