Hostmaker anuncia lançamento de filial em Banguecoque como expansão global

Hostmaker anuncia lançamento de filial em Banguecoque como expansão global

Categoria Alojamento, Business

A Hostmaker, empresa em gestão de alojamento local na Europa, acaba de anunciar o lançamento no mercado asiático, expandindo-se para Banguecoque, a cidade mais visitada do mundo. A expansão surge na sequência de uma ronda de financiamento de 15 milhões de dólares, aproximadamente 13 milhões de euros, no ano passado, liderada pela Sansiri, a maior investidora imobiliária premium da Tailândia. O escritório de Banguecoque é o sexto da empresa que tem a sua sede em Londres e que oferece serviços de gestão hoteleira de alta qualidade em nove cidades.

“Este é um momento muito emocionante para a empresa. Com o recente lançamento em Lisboa e agora em Banguecoque, estamos entusiasmados acerca do futuro da nossa empresa. Banguecoque é realmente impressionante, a cidade mais visitada no mundo. Vamos começar a receber candidaturas e a formar a nossa equipa. Este é sempre um processo muito divertido.”, explica Nakul Sharma – fundador e CEO da Hostmaker.

“A expansão para Banguecoque é mais um capítulo interessante para a empresa e estou animado com a liderança desta equipa. A cidade oferece uma enorme variedade de pontos quentes e jóias escondidas que atraem turistas de todo o mundo. Estamos muito entusiasmados com a ideia de trabalhar com os nossos novos anfitriões e oferecer uma experiência incrível aos hóspedes da Hostmaker”, sublinha Bo Chang – general manager da Hostmaker em Banguecoque.

Após esta expansão, a Hostmaker angariou 5 milhões de dólares recentemente, que serão investidos na continuidade da expansão e do crescimento da empresa, através de financiamento liderado pelo Silicon Valley Bank, banco da Califórnia. Esta ronda teve uma primeira fase de financiamento em novembro de 2017 que terminou agora e permitiu assim à Hostmaker aumentar o montante arrecadado desde o início de 2014 para 25 milhões de dólares.

Com esta verba a empresa pretende adquirir novos operadores no portefólio, bem como investir internamente em tecnologia para assim tornar-se mais eficiente e garantir melhor retorno aos proprietários dos imóveis.

Com a expansão para o continente asiático, a empresa espera ajudar os 22 milhões de visitantes anuais em Banguecoque, bem como a crescente população global, ao trazer um novo modelo de arrendamento para o mercado tailandês, após o sucesso na Europa.
Atualmente aberta para candidaturas, a Hostmaker continua atenta à construção de seu portefólio de residências, desde investidores imobiliários, proprietários de imóveis e anfitriões mais casuais, que procuram arrendar o seu imóvel enquanto vão de férias.

A empresa Hostmaker foi fundada em 2014 pelo empresário Nakul Sharma, que pretendia eliminar o incómodo para os proprietários de terem que gerir os arrendamentos turísticos. Juntamente com equipas de limpeza, com experiência profissional em hotéis de cinco estrelas, fotografia profissional, avaliações diárias de preços e relacionamento com os hóspedes, a start-up também facilita a listagem e a comercialização de imóveis em plataformas como Airbnb, Booking.com, TripAdvisor e muitas outras.

Os anúncios surgem após o lançamento da empresa no início de 2018. A expansão faz parte do plano da Hostmaker de mais do que duplicar os seus mercados em 2018, mantendo a liderança nos mercados existentes. A operação de Banguecoque será liderada pelo general manager Bo Chang, que anteriormente atuou como COO da Dealcha – um facilitador de comércio eletrónico de cashback e co-fundador da Galleon. Recentemente atuou como profissional de fusões e aquisições de finanças, com foco em transações na África e no Sudeste Asiático.

A Hostmaker já realizou mais de 150 mil serviços em toda a Europa, crescendo a uma taxa de 400% a cada ano. Atualmente opera em Londres, Paris, Roma, Barcelona e Lisboa – cinco dos maiores mercados globais para a plataforma Airbnb – bem como Cannes, Florença e Madrid.