Hotel Bom Bom na ilha do Príncipe reabre em maio de 2024

O hotel Bom Bom, na ilha do Príncipe, vai reabrir em maio de 2024, após um hiato de quatro anos.

Essencialmente, a renovação envolveu a remodelação dos bungalows, das áreas comuns, e a construção de um novo restaurante. Os bungalows, independentes e com vistas sobre os jardins exuberantes ou a praia tropical, apresentarão interiores decorados com tecidos e detalhes africanos, e o novo restaurante à beira-mar oferecerá uma abordagem moderna da gastronomia são tomense, com ingredientes locais.

As tarifas começam nos 340 euros por pessoa, por noite. As atividades, incluindo caminhadas, snorkelling, passeios de barco e safaris de jipe, estão disponíveis mediante um custo adicional.

Quando considerado individualmente, o recentemente renovado resort de quatro estrelas Bom Bom é um refúgio perfeito em uma ilha tropical. No entanto, ele faz parte de um projeto maior que envolve o genuíno envolvimento da comunidade e a proteção da biodiversidade, juntamente com outras propriedades do grupo HBD. O hotel de cinco estrelas à beira-mar, Sundy Praia, e a encantadora Roça Sundy, que foi maravilhosamente convertida em hotel, ambas inauguradas em 2018.

Os três hotéis são de propriedade da HBD Príncipe, cujo fundador, Mark Shuttleworth, tem trabalhado nos últimos doze anos em parceria com o governo e as comunidades locais para criar um futuro alternativo para a ilha por meio do turismo sustentável, agro-silvicultura e responsabilidade social. O envolvimento da HBD em Príncipe começou com o apoio à designação da ilha como reserva da biosfera pela UNESCO, que foi reafirmada no início deste ano. Desde então, a empresa tem colocado seu compromisso com o meio ambiente e as comunidades locais no centro de suas ações. No Bom Bom, por exemplo, a equipa será composta exclusivamente por pessoas de São Tomé e Príncipe, incluindo a direção.

Com um orçamento anual de mais de 150 mil euros para formação, a HBD garante que o serviço prestado em todos os departamentos do hotel corresponda às expectativas dos hóspedes. A redução de 41% na força de trabalho estrangeira desde 2019 é um sinal do compromisso contínuo da HBD com seu espírito de inclusão e responsabilidade social.