Hotel da Visabeira nas Caldas da Rainha está atrasado

Hotel da Visabeira nas Caldas da Rainha está atrasado

Categoria Alojamento, Business

O projeto de um hotel de cinco estrelas do grupo Visabeira, que estava previsto inaugurar em dezembro deste ano nos Pavilhões do Parque das Caldas da Rainha, está atrasado, pelo menos, dois anos, e sem data para o arranque das obras. Isso mesmo disse ao jornal Público Jorge Costa, administrador da Visabeira Turismo, Imobiliária e Serviços, que explica que “o arranque das obras está condicionado a pareceres externos de diversos organismos sobre o projeto apresentado”. E adianta que somente após a emissão da licença de obras será possível definir um calendário.

Recorde-se que se trata de um investimento de cerca de 15 milhões de euros, que conta com os pareceres favoráveis da Direção-Geral do Património Cultural e do Turismo de Portugal. No início estava estimado que a obra demorasse 23 meses para ser concretizada, relembra o Público. Quando, em setembro de 2017, a Câmara Municipal das Caldas da Rainha assinou o contrato de concessão dos Pavilhões com a sociedade Empreendimentos Turísticos Monte Belo, do grupo Visabeira, previa-se que as obras arrancassem em dezembro de 2018 e estivessem concluídas em dezembro de 2020.

O hotel, de cinco estrelas, cuja designação será Montebelo Bordalo Caldas da Rainha Hotel, deverá ter 128 quartos. A concessão tem a duração de 48 anos.