Hotelaria algarvia regista 700 mil dormidas britânicas em outubro

Hotelaria algarvia regista 700 mil dormidas britânicas em outubro

Os turistas do Reino Unido realizaram cerca de “700 mil dormidas” na hotelaria do Algarve em outubro, um “aumento de 4% face ao mesmo mês do ano anterior”. Os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) mostram ainda que o principal mercado emissor de turistas para a região algarvia acumulou cerca de “5,6 milhões de dormidas entre janeiro e outubro de 2019, mais 2,3% do que em igual período de 2018”, refere a Região do Turismo do Algarve (RTA) em comunicado.

Quanto aos hóspedes, a hotelaria do destino registou 136 mil hóspedes do Reino Unido em outubro (+7,1%) e acumulou 1,1 milhões de hóspedes (+7%) provenientes desse mercado desde o início do ano.

Perante estes resultados, o presidente da Região de Turismo do Algarve, João Fernandes, declara que “estes resultados deixam-nos otimistas quanto ao futuro, sendo assinalável a retoma que o mercado do Reino Unido tem vindo a registar ao longo do ano, tanto na hotelaria, como no aeroporto de Faro, onde está a subir 6,5 por cento. Outro sinal positivo é a recuperação da libra face ao euro, que se tem verificado desde meados de agosto do corrente ano, e que teve um comportamento animador com o aproximar da data das eleições para o parlamento britânico”.

Somando as dormidas de todos os mercados, os hotéis do Algarve registaram 1,9 milhões de dormidas em outubro (-0,6%) e acumularam 19,6 milhões (+2,2%) desde janeiro. Na totalidade dos hóspedes, o registo mensal da região é de 462 mil hóspedes (+0,4%) e o valor acumulado é de 4,7 milhões (+7,2%).

Os proveitos globais da hotelaria regional continuaram em alta, ascendendo a 96,6 milhões de euros (+1,7%) em outubro e acumulando 1168,3 milhões de euros (+7%) nos primeiros dez meses do ano, um valor superior ao alcançado em todo o ano de 2018 (1136,6 milhões de euros).

Foto cedida pela Região do Turismo do Algarve