KLM quer retomar 15% dos voos em maio

KLM quer retomar 15% dos voos em maio

Categoria Business, Transportes

A KLM Royal Dutch Airlines inicia o restabelecimento gradual da sua rede europeia. Esta segunda-feira, a companhia aérea retomou o serviço – um voo diário, sete dias por semana – para os seguintes destinos: Barcelona, Madrid, Roma, Milão, Budapeste, Praga, Varsóvia e Helsínquia.

Em Portugal, a KLM sublinha que tem estado a ser operado, desde 28 de março, um voo diário entre Lisboa e Amesterdão – Schiphol, no Boeing B737 (138 lugares), serviço que se mantém igualmente diário ao longo do mês de maio. Em simultâneo, a Air France, a companhia francesa do Grupo Air France-KLM, mantém também em operação três voos semanais entre Lisboa e Paris-Charles de Gaulle, em avião da família Airbus A320.

O objetivo da KLM para maio é a retoma de 15% dos seus voos, face ao período anterior ao surto de Covid-19. Atualmente, um número considerável de voos intercontinentais está a ser operado apenas com carga.

A rede europeia fortemente reduzida está configurada para conectar-se com o maior número possível de voos na rede intercontinental. As rotas serão reabertas gradualmente, mas poderão ser alteradas semanalmente, dependendo das medidas adotadas pelas autoridades nos destinos.

Uso obrigatório de máscaras faciais a bordo

Desde o início do surto da Covid-19, a KLM introduziu várias medidas em torno da triagem e da higiene para proteger os clientes e as equipas do grupo, a bordo e nos aeroportos. A política da KLM assenta em diretivas nacionais (RIVM) e internacionais (OMS, IATA) e está em conformidade com as leis e os regulamentos internacionais. Nas situações em que o distanciamento social não pode ser garantido, o uso de máscaras vai ser recomendado ou tornado obrigatório. Alguns destinos exigem já que as máscaras sejam usadas a bordo dos voos.

A partir do dia 11 de maio, e em simultâneo com o restabelecimento da rede da KLM, as máscaras serão obrigatórias a bordo e durante o embarque. Os passageiros são responsáveis por providenciar as suas próprias máscaras. Tendo em conta a contínua evolução dos regulamentos e legislação, as máscaras faciais permanecerão, até novo aviso, obrigatórias até 31 de agosto de 2020.

Foto cedida pela KLM Royal Dutch Airlines