Linhas de crédito mantêm-se abertas para turismo e restauração, mas já esgotaram para agências de viagens

Linhas de crédito mantêm-se abertas para turismo e restauração, mas já esgotaram para agências de viagens

Categoria Business, Empresas

As linhas específicas de apoio às agências de viagens, animação turística, organizadores de eventos e similares, bem como as de apoio à atividade económica, já atingiram o montante máximo definido e, segundo um comunicado da SPGM, a entidade que tem como missão gerir as linhas lançadas pelo Governo no contexto da pandemida da Covid-19, já foram encerradas. A mesma nota indica que as operações entradas nas Sociedades de Garantia Mútua, e que ainda estão em processo de análise, “serão decididas e aprovadas até ao plafond total estabelecido por Linha Específica”.

Neste momento, continuam a aceitar candidaturas as linhas específicas de apoio a empresas da restauração e similares e de apoio a empresas de turismo.

SPGM com 43 mil candidaturas
A SPGM registou mais de 43 mil candidaturas apresentadas à Linha de Apoio à Economia Covid-19, alargada para 6,2 mil milhões de euros e que abrange todos os setores de atividade. Apesar desta linha estar em vigor desde o dia 30 de março, mais de 94% das candidaturas foram apresentadas pelas Instituições de Crédito ao Sistema de Garantia Mútua, após o dia 16 de abril.

Até ao momento as operações aprovadas correspondem a um valor de 4,3 mil milhões de euros, 70% da dotação total da linha. O prazo médio de decisão pelo sistema de garantia foi de quatro dias úteis após receção do formulário de candidatura devidamente preenchido pela Instituição de Crédito e com todos os elementos necessários à análise de risco para efeitos da obtenção da garantia.

Após a aprovação pelo Sistema de Garantia Mútua, compete às Instituições de Crédito assegurar a contratação das operações com as empresas beneficiárias dos financiamentos e enviar os respetivos contratos às Sociedades de Garantia Mútua. Depois da receção eletrónica dos contratos formalizados
entre o Banco e a Empresa, em média, a contratação das operações de garantia pelas Sociedades de Garantia Mútua tem um prazo de concretização de um dia útil, após o qual a Instituição de Crédito pode disponibilizar os fundos à Empresa.

Importa destacar que das mais de 43 mil candidaturas recebidas, 84% correspondem a Micro ou Pequenas Empresas, tendo já sido aprovadas pelo Sistema Português Garantia Mútua cerca de 80% destas operações solicitadas por empresas de menor dimensão e com maiores necessidades de liquidez no
curto prazo.

Só nas últimas duas semanas, a procura registada e o volume de candidaturas apresentadas à Linha de Apoio à Economia COVID-19 corresponderam a cerca do dobro do número total das garantias emitidas pela
Garantia Mútua, em todo o ano de 2019.