Lisboa: “Estamos a acordar novamente para o turismo”

Lisboa: “Estamos a acordar novamente para o turismo”

Categoria Advisor, Associativismo

Numa parceria que envolve a Associação de Turismo de Lisboa, municípios e privados, a Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa apresentou um programa de dinamização e captação do turismo interno, que envolve uma campanha publicitária e a comercialização de experiências e alojamento para os turistas nacionais. O programa tem como objetivo abranger dois alvos, a população da Grande Lisboa por um lado e, por outro, os restantes turistas nacionais. A iniciativa abrange um orçamento por parte da Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa que pode variar entre os 550 a 600 mil euros, sendo 300 mil para a campanha de promoção e o restante em comparticipações das experiências adquiridas a empresas de animação (150 mil) e Casas de Fado (100 a 150 mil, de acordo com a procura).

“Estamos a acordar novamente para o turismo”, indicou Vítor Costa, presidente da Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa, durante a apresentação, que teve lugar ontem, em Lisboa, acrescentando que “esperamos dinâmica na retoma, mas será uma retoma difícil”. Para o responsável, nesta fase o “turismo interno assume uma grande importância, apesar de ser pequeno”. Relativamente à iniciativa o responsável considera que “não chamamos esta de uma campanha para o mercado interno”, pois considera que é muito mais que isso, “apresentamos propostas concretas adaptadas ao interesse dos portugueses e residentes”.

Disponíveis para serem adquiridos através de um call center que será ainda criado pela Entidade, os pacotes apresentados nesta iniciativa poderão ser consultadas no site: www.visitlisboa.com. Para os residentes de Lisboa estarão disponíveis, entre outros conteúdos, espetáculos em Casa de Fados por 25 euros ou experiências variadas nos diversos municípios da região de Lisboa por 20 euros. Os lisboetas podem ainda, por 12,5 euros, adquirir um Lisboa Card que permite o acesso durante um dia a 35 museus, monumentos e atrações de Lisboa.

Um dos objetivos deste programa passa por “aprofundar a relação entre os residentes e a oferta da região”, acrescenta Vítor Costa.

Relativamente aos residentes em outras zonas do país, estes podem escolher pacotes com três ofertas (base por 160 euros; plus por 190 euros; e premium por 240 euros), que incluem duas noites nos municípios da Grande Lisboa, duas experiências à escolha (das apresentadas) para além de vários incentivos complementares disponibilizados por restaurantes, rent-a-car e municípios da região. Estes pacotes envolvem direito a circular gratuitamente durante um dia nos transportes públicos. Este programa será válido durante os meses de julho, agosto e setembro.

O presidente da Entidade Regional de turismo da Região de Lisboa enfatiza que esta “é a primeira vez que fazemos uma experiência destas”, por isso recusa-se a apontar metas a atingir. Já aderiram a este programa 85 hotéis, 14 empresas de animação, 16 casas de fado, restaurantes, rent-a-cars e municípios, sendo que as adesões ainda não estão terminadas.