Lourinhã: Dino Parque quer chegar aos 200 mil visitantes em 2018

Lourinhã: Dino Parque quer chegar aos 200 mil visitantes em 2018

Um projeto de avanços e recuos. Na Lourinhã nasceu o maior museu de dinossauros ao ar livre. A promotora do projeto Parque de Dinossauros da Lourinhã (PDL), empresa da Dino Parque de Münchenagen, na Alemanha, tem planos para receber 200 mil visitantes até ao final do ano. Desde a sua inauguração, no passado dia 9 de fevereiro, sete mil pessoas visitaram o parque.

O megaprojeto, segundo adiantou ao ambitur.pt o diretor do Dino Parque, Luís Rocha, esteve parado durante algum tempo, mas a verdade é que “o município tinha avançado com um concurso internacional para a construção do parque”. Construído à imagem do Dino Park alemão, representa um investimento de quatro milhões de euros, subsidiados em parte por fundos europeus do programa Compete 2020.

De acordo com o responsável, “o principal benefício para a região será o rejuvenescimento do turismo”, além de acentuar a criação de emprego, através da contratação de 20 trabalhadores na fase inicial.  A PDL, a autarquia e o Grupo de Etnologia e Arqueologia da Lourinhã acreditam que o parque irá potenciar a Lourinhã como a “Capital dos Dinossauros”. “Será, sem duvida, um projeto de qualidade, que visa promover a região a nível turístico”, prossegue Luís Rocha, sublinhando que pretende também “contribuir ativamente na divulgação científica”.

Os bilhetes para visitar o Dino Parque variam entre 9,50 euros para crianças dos quatro aos 12 anos e os 12,50 euros a partir dos 13 anos. Crianças até aos três anos não pagam entrada.

Além disso, na sequência de um protocolo estabelecido com a Câmara Municipal da Lourinhã, todos os alunos das escolas do concelho têm direito a visitar o Dino Parque uma vez por ano de forma gratuita. O parque irá também realizar uma campanha, juntamente com a fatura mensal da água, em que os residentes irão usufruir de cinco euros de desconto, uma promoção extensível ao agregado familiar.