Madalena Beautique Hotel: Um tributo à mulher internacional e irreverente

by Rita Inácio | 17 Janeiro 2020 14:23

O Madalena Beautique Hotel, inspirado na mulher, abriu portas hoje em soft opening. Com 38 quartos, e um investimento de 11 milhões de euros, é o 3.º hotel do portefólio do The Beautique Hotels. A Ambitur.pt marcou ontem presença na cerimónia de inauguração, presidida por Fernando Medina, e conta-lhe agora todos os pormenores do irreverente hotel.  

Fernando Medina

Fernando Medina, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, começou por deixar “uma palavra de agradecimento” a”quem na altura certa esteve com a cidade de Lisboa” uma vez que “hoje é relativamente fácil abrirmos unidades hoteleiras mas há poucos anos atrás não era assim”: “Vocês na altura acreditaram na cidade de Lisboa e eu não me esqueço disso. Estiveram num mau momento e nós queremos agora estar com vocês no bom momento”, transmitiu à família Rajabali.

Além disso o primeiro hotel do Grupo — o Figueira — surgiu na Avenida Almirante Reis, uma “zona da cidade que não era, de imediato, uma zona central na qual pudéssemos esperar natural investimento hoteleiro e turístico”, explicou o autarca.

Madalena, uma mulher irreverente 

A par do Figueira e do WC, o Madalena Beautique Hotel é também ele um projeto de design de interiores do conceituado Atelier Nini Andrade Silva que revela a sua satisfação por trabalhar com o Grupo The Beautique Hotels. “São pessoas fantásticas com quem trabalhar porque consegue-se fazer coisas completamente diferentes. Não é fácil arranjar clientes que tenham esta maneira de receber as nossas ideias e esta marca começa a ser conhecida por ter hotéis que são realmente irreverentes”, frisa Nini.

Nini Andrade Silva

À Ambitur, Nini Andrade Silva descreve a “sua” Madalena. Tudo começou a propósito do hotel se situar na Rua da Madalena e na mente de Nini começou a desenhar-se uma “mulher internacional que adora Lisboa”, sendo que a capital portuguesa está na moda. E é, sobretudo, uma “mulher irreverente”. “A Madalena é uma mulher viajada, que gosta muito de glamour, alegria e sedução. E é romântica. É uma mistura do passado com o presente”, idealiza a designer de interiores.

É também uma “mulher portuguesa” que hoje em dia é internacional: “Nós estamos no mundo sempre com uma alma portuguesa.” Nini quis fazer uma “homenagem” ao produto português: o calçado. “A nossa Madalena coleciona sapatos e por isso tem aqui ‘muitas pernas’ “. Assim, um dos grandes pormenores decorativos são os sapatos e o hotel vai receber coleções e exposições de designers portugueses de calçado.

A presença do feminino surge em cada detalhe, para representar Madalena, com a fachada do edifício coberta por azulejos oyster pink, num revivalismo propositado dos anos 70, e os seus 38 quartos revestidos por uma alcatifa com flores em tons de laranja, beije, rosa, bordeaux e verde, e acabamentos em dourado.  O restaurante “Madame” tem uma grande clarabóia, um dos elementos principais do design do hotel, fazendo uma alusão direta e provocadora ao universo da Mulher já que a sua forma se assemelha a uma saia.

The Beautique Hotels abre hotel no Porto 

Após o Madalena Beautique Hotel, o Grupo prepara a expansão do hotel WC — que passará de 41 para 83 quartos — e a abertura Dos Reis Beautique Hotel no final deste ano. Vera Rosado avança, como novidades, “mais dois projetos em Lisboa” e a abertura da primeira unidade fora da capital, desta vez na Invicta, numa “localização muito premium“.

Source URL: https://www.ambitur.pt/madalena-beautique-hotel-um-tributo-a-mulher-internacional-e-irreverente/