Madeira define estratégia para atrair turistas portugueses

Madeira define estratégia para atrair turistas portugueses

Entre 2015 e 2018, verificou-se uma evolução “positiva” no número de turistas portugueses na Madeira. Esta é a principal conclusão divulgada à margem da apresentação do Congresso da Associação Portuguesa das Agências de Viagens de Turismo (APAVT) que se vai realizar entre 14 a 17 de novembro no Funchal, na Madeira.

Em 2015, eram várias as discussões sobre a melhor forma de atrair o mercado português para o arquipélago. Após várias reuniões entre Associação de Promoção da Madeira (APM), APAVT, agentes de viagem e associados, conseguiu-se “incluir Portugal no Top 5” da Madeira, sublinha aos jornalistas Roberto Santa Clara.

O diretor-executivo da APM indica que, a nível de hóspedes, registou-se em 2015 cerca de 224 mil, tendo aumentado, em 2017, para os 270 mil. “O crescimento foi na ordem dos 18%”. Já nos estabelecimentos hoteleiros, em 2015, registavam-se 685 mil dormidas e foram atingidas as 800 mil, em 2017. “Fechou o ano 2018 com 789 mil”, registando uma “variação neste período de 15%”, acrescenta.

O responsável ressaltou ainda as “13 ligações aéreas diárias de Portugal Continental-Madeira”, destacando as principais companhias aéreas (TAP, easyJet e Transavia). Roberto Santa Clara acrescenta que as “operações full charter são, em grande parte, responsáveis pelo crescimento”.

De acordo com a APM, a estratégia para o mercado nacional em 2019 passa por “aumentar o número de hóspedes e dormidas” e desenvolver campanhas de “co-branding em parceria com os principais players do mercado”, para além de atingir uma maior “proximidade com o trade” através da “formação, eventos, e-learning ou fam trips”. Uma das grandes “falhas” na Madeira é a falta de comunicação do destino. Nesta vertente, a APM está a criar um “forte conceito de comunicação do destino com uma app online e offline”, assim como o “lançamento da campanha específica do Porto Santo”, potenciando ainda um “calendário de eventos” da Madeira.

A decorrer a campanha “Este é o ano para ir à Madeira”, a APM pretende mostrar que o arquipélago é o “local perfeito” para turismo com várias atividades e experiências disponíveis para um público mais jovem e aventureiro.

Segundo as estatísticas mais recentes relativas ao mês de março, o mercado nacional tem, em 2019, um crescimento acumulado de 8,3% em hóspedes e 7,1% em dormidas (Alojamento Turístico Coletivo).

Cristiana, na Madeira, a convite da APAVT