Madeira Specialist: “Não é mais possível falar de um destino turístico com os mesmos argumentos usados antes da pandemia”

Madeira Specialist: “Não é mais possível falar de um destino turístico com os mesmos argumentos usados antes da pandemia”

Categoria Advisor, Associativismo

A Associação de Promoção da Madeira apresentou hoje a 3.ª edição do seu programa de formação e-learning “Madeira Specialist“, desenvolvido em parceria com a APAVT e a Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril (ESHTE). 

O secretário regional do Turismo da Madeira, Eduardo Jesus, afirma que o destino “apostou fortemente na promoção do turismo” e que, entre 2015 e 2021, a região “multiplica por quatro o valor do investimento que faz na promoção”. São mais 11 milhões de euros que o Governo investe e o orçamento da AP Madeira ronda, hoje, os 16 milhões de euros. “Acreditamos que este é o sinal político e orçamental que tem de ser dado ao setor”, confia o responsável.

Em agosto, a Madeira registou a visita de mais “hóspedes do território nacional” do que no mesmo período em 2019, pelo que Eduardo Jesus “agradece” ao mercado português “a forma como olhou para nós, compreendeu as decisões que foram sendo tomadas na Madeira e como esteve ao nosso lado na implementação dessas decisões”. Assim, o aeroporto da Madeira retraiu apenas 65% em comparação com os 80% de perdas nos aeroportos de Lisboa e Porto. Para o mês de dezembro, “estão previstas 424 frequências, mais de 70 mil lugares disponíveis dos quais 54% estão reservados ao mercado nacional”, avança o secretário, que acrescenta: “Amanhã vamos bater o recorde do número de passageiros (mais de 4.000) chegados à Madeira este ano.”

Eduardo Jesus defende que o Madeira Specialist é uma “oportunidade extraordinária” na medida em que, apesar dos ativos se manterem intactos, “não é mais possível falar de um destino turístico com os mesmos argumentos usados antes da pandemia”. Há que saber “agarrar” vantagens competitivas e “apostar no valor da confiança, o elemento mais devastado pela pandemia”.

“A Madeira teve a inteligência de saber aproveitar para revisitar a sua oferta”

O presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira, realça o “êxito absolutamente assinalável” do programa e explica o lançamento de uma nova etapa. “Percebeu-se que havia já a possibilidade e necessidade de atualizar o programa, introduzindo uma série de características da oferta do destino”, o que a seu ver significa que “o dinamismo da oferta se mantém” sendo de “extrema importância o revisitar do programa por agentes já formados”.

Pedro Costa Ferreira comenta que “a Madeira teve a inteligência de aproveitar a infeliz ocorrência desta pandemia para revisitar a sua oferta e proteger os seus mais valiosos ativos, melhorando aqueles em que percebeu que podia melhorar face à procura mundial.”

A APAVT considera que não haverá um “novo normal” mas antes um “acelerar de tendências que eram já conhecidas” e, nesse sentido, as agências de viagens serão “obrigadas cada vez mais a criar valor”. O presidente afirma que “se não houver criação de valor, e perceção da mesma junto do cliente, as agências têm pouca capacidade de desenvolver negócio no futuro”. A formação e, consequente, certificação Madeira Specialist “ajudam a que o cliente tenha a perceção da formação”, atenta.

Madeira Specialist

O professor adjunto da ESHTE, Pedro Moita, explica que a formação oferece a possibilidade de realizar quatro cursos – Destino Madeira, Natureza, Mar, Lifestyle -, repartidos em vários módulos, além de contemplar sete especializações “rápidas” (ex. Golfe ou Porto Santo) sem avaliações ou diploma. Já para obter a certificação “Madeira Specialist” os agentes de viagens têm de frequentar todos os quatro cursos e obter uma “taxa mínima de sucesso de 75%”. Caso não o consigam, têm a oportunidade e voltar a repetir a formação.

Durante os próximos 12 meses, como forma de incentivo, o Madeira Specialist premiará o melhor formando de cada mês com uma viagem à Madeira, em três noites de tudo incluído, com um acompanhante. Apenas na 1.ª etapa, o programa formou 900 profissionais, pertencentes a mais de 250 organizações, e no total são já 1.300 formandos distribuídos por entre 300 a 400 entidades. O Madeira Specialist ganhou também o prémio de “Melhor Projeto de Inovação & Desenvolvimento”, nos Hospitality Education Awards, promovidos pelo Fórum Turismo.

Rita Inácio