Madeira: Um destino a descobrir nas quatro estações do ano

Madeira: Um destino a descobrir nas quatro estações do ano

De janeiro a dezembro, há sempre motivos para viajar até ao arquipélago da Madeira. E nem os meses de outono ou inverno afastam a luz dourada do sol que convida a explorar a ilha sem pressas.

Quer já conheça o destino ou seja a primeira vez que o vai visitar, a Madeira tem sempre razões para que a sua viagem seja inesquecível. E se o facto de o verão já ter terminado é um impeditivo, desengane-se pois nesta ilha há sempre uma razão para a explorar, seja qual for a época do ano. Aliás, este destino subtropical terá sempre para lhe oferecer a luz dourada do sol mesmo quando, noutros países europeus, e até no continente português, as temperaturas começam a cair. Recentemente, a Madeira foi até distinguida com o “Destino mais Seguro de Sol de inverno” pelo “European Best Destination”, que reconhece as suas vantagens competitivas face a outros destinos de férias, e o seu clima ameno que convida a aproveitar o ar livre com inúmeras atividades para todas as idades.

Por isso não há desculpas para não programar a sua viagem. O mar quente, com temperaturas medidas que variam entre os 25ºC no verão e os 17/18ºC no inverno, apela a experiências mais ou menos radicais, consoante os gostos de cada um.

É tempo de escapadinhas

É tempo agora de pensar em escapadinhas de fim-de-semana. E aqui tão perto está a Madeira, ideal para escapar à rotina por três ou quatro dias, e prometendo-lhe uma diversidade de experiências que o farão viver intensamente cada segundo neste arquipélago e criar memórias inesquecíveis.

A Madeira foi também reconhecida pelos World Travel Awards como Melhor Destino Insular da Europa e do Mundo 2020, e isso porque, para além dos seus atributos naturais, que ao longo de toda a pandemia nunca deixaram de estar presentes, soube também reinventar-se e assumir a segurança como uma aposta forte, posicionando-se como um dos destinos europeus mais seguros para viajar. Em termos práticos, saiba que terá de fazer um teste à chegada ou realizar um na origem para apresentar quando chegar, apresentar o comprovativo de vacinação ou de recuperação de Covid-19 recente, algo que confirma que a ilha é um destino seguro e que quem a visita terá a garantia de uma experiência turística em segurança.

Segurança garantida, é tempo de desfrutar. Saiba que um dia nesta ilha lhe vai valer por muitos mais. Até porque, a curtas distâncias pode conhecer uma enorme diversidade de experiências no mar, na natureza e lifestyle. Por que não começar o dia com um passeio numa levada, desfrutar das paisagens de cortar a respiração, para o terminar relaxando com um mergulho nas águas do Atlântico, de um azul incrível. E, claro, com tempo para uma paragem gastronómica que lhe permitirá saborear as iguarias típicas da região, como a espetada com milho frito, o bolo do caco e a poncha.

Madeira nos 12 meses do ano

Mas para planear melhor a sua próxima viagem, deixamos-lhe aqui exatamente os motivos pelos quais há sempre uma desculpa para visitar a Madeira, nos 12 meses do ano.

Comecemos por janeiro, quando as principais capitais europeias se debatem com o frio, os dias mais curtos e escuros, mas no arquipélago a luz solar ainda brilha com intensidade. Este é o mês ideal para viagens com preços mais apelativos e um dos mais apetecíveis para a prática de surf na Madeira. Se for no início ainda conseguirá ver algumas iluminações de Natal, que são retiradas com o Cantar dos Reis, no Funchal, no dia 6. E segue-se habitualmente um dos meses mais frios do ano, fevereiro, perfeito para comemorar o Dia dos Namorados, fazer uma levada, dar um passeio de barco ou um Jeep Tour. Se coincidir com o Carnaval, saiba que a região vive esta época intensamente, com noites temáticas e cortejos alegóricos que animam adultos e crianças.

Em março, o calor da hospitalidade madeirense está à sua espera para o receber numa das muitas quintas locais ou num hotel com Spa, para um retiro de bem-estar. Uma viagem até o Porto Santo também é uma opção para desfrutar dos maravilhosos tratamentos de talassoterapia e psamoterapia, ou para praticar golfe. No mês seguinte, os praticantes de trail são atraídos à ilha para o MIUT, uma famosa corrida que atravessa os cumes mais altos, de noroeste a sudeste da Madeira. Claro que atividades radicais não faltam, e ao longo de todo o ano, assim como a experiência de observação de cetáceos e o mergulho. Se viajar nas férias da Páscoa, aproveite para uma descida nos famosos carros de cesto do Monte. E, se chover, por que não visitar um museu ou fazer uma prova de vinho Madeira…

Chegamos ao quinto mês do ano e as flores abundam nos jardins, lembrando que é em maio que a famosa Festa da Flor apela a todos os sentidos. E ao longo deste mês são várias as iniciativas culturais como a Noite Europeia dos Museus, o Festival Aqui-Acolá na Ponta do Sol, o Festival de música “Aleste” e a Feira do Livro no Funchal, além do Madeira Classic Car Revival. E junho já cheira a verão, podendo desfrutar da natureza verdejante, fazer caminhadas nos picos mais altos da ilha e respirar o ar puro da Floresta Laurissilva. É neste mês que acontece, todos os sábados, o Festival do Atlântico, com direito a fogo-de-artifício, conjugado com a música, o que torna esta experiência ainda mais emocionante. Além disso, têm lugar neste mês duas grandes provas internacionais – de BTT (Trans Madeira) e de Canyoning (Madeira Canyoning Meeting), que podem ser interessantes para os amantes deste tipo de modalidade.

Os meses de verão são sempre excelentes para tomar banhos de sol nas piscinas naturais da ilha. É verdade que na Madeira as praias são de calhaus e de areia negra, mas há sempre Porto Santo, e as suas belas dunas douradas. Em julho é também a época dos festivais de música como o Funchal Jazz, o Summer Opening e os Concertos L. E agosto recebe inúmeras festas gastronómicas e os Arraiais de Verão.

Com a chegada de setembro, chega uma excelente oportunidade para umas férias vinícolas, regadas de sabores, tradições e degustações de vinho, com a Festa do Vinho. Já no Porto Santo, revive-se a época quinhentista com teatro, jogos, música e gastronomia no Festival Colombo. Em pleno outono, o mês de outubro acolhe o Festival da Natureza com muitas atividades na serra, no ar ou no mar ao longo de uma semana.

Os últimos meses do ano são também muito especiais na Madeira. Em novembro as tonalidades do céu ganham tons de rosa e permitem-lhe assistir a um inesquecível nascer do sol. É um período ótimo para uma viagem nas estradas cénicas da ilha. O ano não poderia terminar melhor, e em festa, com o Natal e a Passagem de Ano no mês de dezembro. Animação não falta nas ruas do Funchal, com as iluminações, os presépios, as missas do parto, os mercados de Natal e, claro, o fogo-de-artifício que dá as boas-vindas a um novo ano, não esquecendo as manifestações gastronómicas que lhes vão permitir saborear as iguarias da época.

O difícil vai ser mesmo escolher entre os 12 meses do ano qual aquele que mais o chama a explorar a Madeira. E se estiver mesmo muito indeciso, nada como planear várias escapadinhas ao longo do ano, em família ou com amigos, para conhecer a autenticidade desta região.

Este artigo foi publicado na edição 336 da Ambitur. Fotos @Henrique Seruca (APM)