Magnificat Wine Boutique: O primeiro hotel de Santa Marta de Penaguião e o primeiro Spa de vinho do Porto

Magnificat Wine Boutique: O primeiro hotel de Santa Marta de Penaguião e o primeiro Spa de vinho do Porto

Categoria Alojamento, Business

O Magnificat Wine Boutique Hotel & SPA abre portas este mês, na Cumieira, tornando-se o primeiro hotel do concelho de Santa Marta de Penaguião, um investimento de seis milhões de euros que vai criar 30 postos de trabalho. O empreendimento de cinco estrelas pretende ajudar a resolver o problema da falta de camas neste território e vai ter o “primeiro SPA de vinho do Porto”, um conceito que António Correia diz ser “único no mundo”.

Este é “um sonho concretizado” de António Correia, empresário e professor de 45 anos que escolheu deixar a carreira de pianista e apostar na construção da unidade hoteleira, em Santa Marta de Penaguião, distrito de Vila Real. “A música ficou comigo, está no meu ADN, simplesmente escolhi outro caminho para além das 12 horas em frente a um piano”, afirmou à agência Lusa.

O responsável referiu que o objetivo foi criar uma “unidade diferenciadora”, baseado em dois pilares: atividade vinícola da região do Douro e arte musical. Pelo edifício cruzou a paixão pela música e pelo vinho, intercalando os dois elementos na decoração do espaço.

Por exemplo, os fios dos candeeiros são trompetes, o balcão do bar é o tampo de uma guitarra, as cabeceiras das camas são parte de uma prensa para vinho e nas caves as pipas de vinho estão penduradas no teto. As louças são todas negras o que, segundo o responsável, faz uma homenagem ao barro preto de Bisalhães, classificado pela UNESCO.

António Correia garantiu que o hotel disponibilizará também “o primeiro SPA de vinho do Porto do país”, em que será possível entrar numa banheira cheia deste néctar. Também os cosméticos desenvolvidos para a unidade são à base de vinho do Porto.

“Queremos marcar pela diferença. Nós vivemos do vinho do Porto nesta zona e precisávamos de lhe dar um retoque, um elemento de modernidade”, salientou. Aqui será possível aos turistas serem “enólogos por um dia”, podendo cortar as uvas, fazer a pisa a pé e fazer também o seu próprio vinho.

A paisagem envolvente é marcada pela transição entre o Douro vinhateiro e, no horizonte próximo, a serra do Alvão. O hotel está localizado ao lado da Estrada Nacional 2 (EN2) e, na sua frente, ergue-se o viaduto do Corgo, na Autoestrada 4 (A4).

O presidente da Câmara de Santa Marta de Penaguião, Luís Machado, destacou a importância do empreendimento para a criação de emprego, que privilegiou as pessoas locais e que vai ajudar a fixar famílias no concelho. A principal atividade económica do concelho é a agricultura, que assenta principalmente na vinha e na produção de vinho.

António Correia adiantou que, inclusive, o projeto foi buscar pessoas locais que estavam a trabalhar no ramo da hotelaria no estrangeiro. Numa primeira fase, segundo o responsável, vão ser criados cerca de 30 postos de trabalho, mas o objetivo é aumentar nos próximos tempos.

O autarca Luís Machado referiu ainda que a unidade vem colmatar a falta de camas neste município e vai ajudar a atrair mais visitantes ao concelho. O investimento ronda, segundo António Correia, os seis milhões de euros e foi comparticipado pelo programa COMPETE 2020. A unidade hoteleira dispõe de 44 quartos, com quatro suítes, de uma piscina exterior e de outra interior, e abre as portas em setembro.