Mensagem ao setor: “As pessoas querem voltar a viajar e começam a pensar em planear férias novamente”

Mensagem ao setor: “As pessoas querem voltar a viajar e começam a pensar em planear férias novamente”

Categoria Advisor, Opinião

A Ambitur.pt está a pedir aos profissionais do setor do turismo que partilhem connosco uma mensagem ao setor dada a atual situação provocada pela Covid-19. Esta é a mensagem de Eduardo Cabrita, diretor geral da MSC Cruzeiros Portugal.

“A dinâmica da situação mundial actual torna desafiador para muitos sectores e empresas planear no curto prazo e, na MSC Cruzeiros, estamos a monitorizar constantemente a situação e voltaremos a navegar assim que for a hora certa.

Entretanto, prolongámos a suspensão de todas as operações da nossa frota até ao dia 10 de Julho e estamos neste momento a fazer o nosso melhor para ajudar os nossos clientes e parceiros agentes de viagens a compensar e a reagendar os cruzeiros conforme apropriado e mediante uma política de vouchers e flexibilização adaptada e criada de modo a garantir a maior confiança e flexibilidade possível até ao final de 2021. Estamos a ir mais além do que o normal da lei existente e a atribuir um crédito a bordo no futuro cruzeiro remarcado para o hóspede, bem como uma comissão extra para o agente de viagens nessa remarcação do cruzeiro, para que o cliente se sinta seguro e que sinta que é possível o seu sonho de férias tornar-se realidade, mas que o faça no momento que considerar o melhor.

É natural que tenhamos visto um declínio nas reservas e cancelamentos para a temporada de Verão e de Inverno 20/21 devido à pandemia global e com toda a incerteza em torno das restrições de viagens, é difícil para os hóspedes decidirem quando é o momento certo para reservar suas futuras férias de cruzeiro.

No entanto, verificamos neste momento fortes tendências para o Verão 2021 e isso é, obviamente, um sinal de esperança. As pessoas querem voltar a viajar e começam a pensar em planear férias novamente.

E retomaremos as nossas operações quando for seguro fazê-lo. Precisamos de esperar que vários elementos das nossas vidas sociais regressem ao normal e já estamos a trabalhar em conjunto com as autoridades dos diferentes países em que navegamos, de modo a fortalecer os já existentes elevados padrões de higiene, saúde e segurança.

Felizmente, temos muita sorte de ser uma empresa global e optámos por posicionar os nossos navios em diferentes partes do mundo, pois sabemos que áreas diferentes reagirão de maneira diferente. Temos navios atracados nos Emirados Árabes Unidos, na América do Sul, África do Sul, nas Caraíbas e no Mediterrâneo. Esta situação permite-nos estar prontos e imediatamente preparados para quando um país ou uma região, antes dos outros, começar a dar sinais de poder recomeçar.

Estamos bastante atentos à forma como a situação se desenvolve nas próximas semanas, pois vemos neste momento muitos países a começarem a diminuir as suas restrições e isso possivelmente dar-nos-á algumas indicações do futuro, bem como de que forma os diferentes países estão a evoluir. Muitos dos nossos mercados dependem de muitos factores que estão para além do nosso controlo, como as restrições de viagens, as companhias aéreas, autoridades locais, entre outros. Estamos neste momento a trabalhar em diferentes cenários e estamos prontos para nos ajustarmos quando for a hora certa, pelo que nós estaremos prontos quando as sociedades estiverem prontas para recomeçar.

A experiência de cruzeiro transformar-se-á após esta crise, bem como o restante sector de viagens e do turismo. Com a certeza de que continuaremos a oferecer aos nosso hóspedes uma experiência única e enriquecedora. Terá de haver um aumento e aperfeiçoamento dos protocolos de higiene, saúde e segurança, incluindo algumas das medidas que já fomos introduzindo durante a evolução da crise, como exames ainda mais rigorosos e um fortalecimento da higienização de todos os nossos navios. Provavelmente haverá mudanças nos processos de embarque e desembarque, bem como mudanças relativamente à gestão da nossa restauração a bordo ou na forma como vamos disponibilizar a nossa oferta de entretenimento. Também é possível que possamos ter de navegar com uma capacidade reduzida, mas essas e muitas outras matérias estão ainda a ser desenvolvidas para garantir que, quando chegar a hora certa, estaremos prontos para receber novamente os viajantes a bordo e da maneira mais segura possível.

Será essencial comunicar as nossas novas medidas de higiene, saúde e segurança, aos nossos hóspedes, aos prováveis clientes e a toda a comunidade de agentes de viagens para garantir aos consumidores que o cruzeiro é seguro e para transmitir a maior confiança possível. Trabalhámos incansavelmente durante esta crise para proteger a saúde e a segurança de todos os nossos viajantes e tripulantes, respondendo a uma situação extremamente dinâmica e desafiadora. Naturalmente, veremos os cruzeiristas mais fieis a regressar à medida que vão entendendo o modo como a indústria se adapta e reage às novas situações e estarão neste momento já ansiosos para voltar novamente a bordo. Toda esta adaptação e evolução transmitirá confiança a todos os portugueses que sonham em realizar férias de sonho connosco, seja pela primeira vez ou para conhecer um novo destino e um novo navio.

A indústria de cruzeiros tornou-se já seguramente como uma das principais opções de férias e estou confiante de que as pessoas voltarão a fazer férias em cruzeiros, e que continuará a ser uma óptima opção para viajar. Este é um sector resiliente e os acontecimentos adversos que temos vindo a assistir mostraram a capacidade da recuperação do sector. Quando terminar esta crise, será necessário uma adaptação a um novo normal e teremos a possibilidade de ver o sector a evoluir e a inovar. Naturalmente, levará algum tempo para a indústria se reconstruir, mas continuaremos a oferecer aos nossos hóspedes uma experiência única e enriquecedora. Sem dúvida que, juntamente com o resto do mundo, sairemos desta crise mais fortes pelos desafios que enfrentámos, e estamos ansiosos por voltar a receber novamente os nossos hóspedes a bordo dos nossos navios num futuro próximo.

A mensagem que queremos deixar a todos os nossos hóspedes e parceiros agentes de viagens é: Estamos todos juntos neste regresso! Quando chegar a hora certa, todos voltaremos a navegar e, enquanto isso não acontece, continuaremos a sonhar juntos, com um mundo de descobertas.”