MSC Cruzeiros planeia retoma de operações com itinerários pelo Mediterrâneo

MSC Cruzeiros planeia retoma de operações com itinerários pelo Mediterrâneo

A MSC Cruzeiros apresentou, esta terça-feira, em conferência de imprensa online, o novo protocolo de Higiene e Segurança da companhia. Coube a Gianni Onorato, CEO da MSC Cruises, fazer a apresentação, realçando que o protocolo foi criado para assegurar a saúde e a segurança dos passageiros, tripulação e comunidades locais em que os navios da MSC farão escala.

O possível recomeço da MSC Cruzeiros está previsto já para este verão. De acordo com o responsável, os itinerários pelo “Mediterrâneo” são aqueles que os passageiros têm demonstrado mais interesse, quer pelo desenvolvimento atual da pandemia, quer pelas atrações turísticas. Enquanto se aguardam as aprovações necessárias, os itinerários planeados incluem Grécia e Malta, visto que as autoridades já “reabriram os seus portos” e “aprovaram o protocolo de saúde e segurança para apoiar” o reinício das operações, refere. O CEO da companhia revela que será o MSC Grandiosa e o MSC Magnifica a retomar estas operações: o primeiro oferecerá cruzeiros de sete noites no Mediterrâneo Ocidental; já o MSC Magnifica estará a navegar pelo Mediterrâneo Oriental. Quanto às datas de partida, Gianni Onorato refere que serão determinadas de acordo com as “diretrizes recebidas pelas autoridades relevantes”. Para esta fase inicial do regresso às operações, os dois navios da MSC Cruzeiros irão receber apenas passageiros residentes em países Schengen. “Estamos prontos para começar”, garante Gianni Onorato. 

Plano de proteção Covi-19 para os passageiros

Dentro do programa de higiene e segurança, a MSC Cruzeiros introduziu um “novo plano de proteção Covid-19” para disponibilizar aos passageiros “uma maior tranquilidade” durante os cruzeiros previstos para este verão, além de ir “para lá das regras” sanitárias mínimas impostas pelas autoridades. Segundo o CEO da companhia, o plano irá cobrir situações em que “o passageiro fique infetado antes da partida e não possa viajar”, durante o cruzeiro para as “despesas médicas” e, após o cruzeiro “caso o passageiros fique doente”, prevendo mesmo o “total reembolso” do valor pago, sob determinadas condições. Além disso, os passageiros deverão escolher ainda o “habitual” seguro de viagem e saúde, afirma o responsável, mas acrescentando que o “plano abrangente” proposto pela MSC será “muito apreciado pelos nossos passageiros”. 

Relativamente ao embarque, destaque para os “processos digitais de check-in” que tornam o “processo mais simples” e “sem contacto e com intervalos de tempo” de forma a “gerir melhor a fluidez dos passageiros”. No terminal de cruzeiros, os passageiros serão submetidos a testes à Covid-19 e a um processo de medição de temperatura, além de ser feito um questionário de saúde para assegurar que o passageiro está elegível para viajar. “A capacidade máxima dos navios é de 70%”, frisa Gianni Onorato, acrescentando que “haverá maior exclusividade para todos”. 

Em terra, os passageiros poderão apreciar os diferentes portos de escala dos navios, mas apenas como parte excursões organizadas pela companhia. “Ao tomar esta decisão, a companhia assegura que todos os aspetos da presença do hóspede em terra cumprem os padrões adequados de saúde e higiene”, refere o CEO, acrescentando que todos os transfers serão higienizados, bem como os lugares e sítios a serem visitados são previamente examinados assegurando áreas reservadas para os passageiros.

 Protocolo de Higiene e Segurança da MSC Cruzeiros:

Elaborado em colaboração com especialistas de saúde externos, professores universitários e médicos nacionais e internacionais, o novo protocolo sanitário foi criado para prevenir e atenuar o risco de transmissão durante as férias a bordo. “Estas medidas estão em constante atualização e consoante a progressão da pandemia”, garante o CEO, classificando a situação atual como sendo “muito dinâmica. Temos de nos adaptar”, sustenta. 

O protocolo inclui assim os seguintes pilares:

  • Rastreio Universal de Saúde dos passageiros e da tripulação antes do embarque, que consiste em três medidas abrangentes – medição da febre, questionário de saúde e um teste de zaragatoa COVID-19. Dependendo dos resultados do rastreio e de acordo com o histórico médico e de viagens do passageiro, um segundo rastreio ou teste de saúde será necessário. Caso alguém teste positivo, tenha sintomas ou febre, ser-lhe-á negado o embarque. Seguindo as directrizes do Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças, os passageiros que viajam de países considerados como alto risco, terão que se submeter a um teste molecular RT-PCR, que deverá ser feito dentro de 72 horas antes do embarque. Toda a tripulação será testada a COVID-19 antes do embarque assim como regularmente durante o seu contrato;
  • Elevados critérios de limpeza e higienização com introdução de novos métodos de limpeza, utilização de desinfetante próprio para hospitais e o saneamento do ar a bordo com tecnologia de luzes UV-C altamente eficaz que desinfetará o ar, matando cerca de 99,97% dos micróbios;     
  • Distanciamento Social será possível através da redução da capacidade dos passageiros a bordo, permitindo mais espaço para os passageiros, aproximadamente 10m2 por pessoa, baseado numa capacidade geral de 70%. Considerado como uma das principais ações a bordo,  o distanciamento social manifestar-se-á através da redução da capacidade das áreas com  actividades adaptadas para permitir grupos mais reduzidos e os passageiros deverão reservar antecipadamente os serviços e actividades de forma a gerir o número de participantes. Quando o distanciamento social não for possível em espaços públicos, como nos elevadores, será pedido aos passageiros que utilizem uma máscara facial. As máscaras serão disponibilizadas diariamente aos passageiros no camarote e disponibilizadas pelo navio;
  • Serviços médicos melhorados com tripulação altamente qualificada e treinada, o equipamento necessário para testar, avaliar e tratar pacientes suspeitos de contraírem Covid-19 e a disponibilidade de tratamento gratuito no centro médico de bordo para qualquer passageiro com sintomas. Camarotes especificamente isolados para o efeito estarão disponíveis para assegurar o isolamento de quaisquer casos suspeitos e contactos próximos;
  • Constante monitorização de saúde será conduzida durante o cruzeiro. Passageiros e tripulação terão medições diárias de temperatura não-invasivas quer quando regressem de uma escala quer numa estação especificamente dedicada para o efeito pelo navio para monitorizar o estado de saúde de todos os passageiros e membros da tripulação. Durante esta fase inicial de operações, para continuamente melhorar as medidas de protecção e evitar riscos para a saúde dos passageiros e os seus acompanhantes, os mesmos apenas poderão ir a terra em participação de uma excursão organizada pela MSC Cruzeiros. 
  • Um plano de resposta a contingências será ativado se um caso suspeito for identificado, em colaboração próxima com as autoridades nacionais de saúde. O caso suspeito e contactos próximos seguirão as medidas de isolamento e poderão ter de desembarcar de acordo com os regulamentos locais e nacionais.

Tecnologia que facilita uma experiência sem contacto

A bordo, os passageiros vão poder recorrer a aplicação MSC for Me que irá apoiar e facilitar as novas medidas de saúde e segurança. Segundo Gianni Onorato, os passageiros podem usar a aplicação para “reservar serviços”, bem como “gerir as atividades diárias” a bordo”. Além disso, no MSC Grandiosa, “todos os passageiros e membros da tripulação vão receber uma pulseira MSC for Me gratuita”, facilitando “transações sem contacto” pelo navio, assim como “terão à disposição rastreamento de contacto e proximidade”. A estas tecnologias, o CEO da MSC Cruzeiros anuncia que o “novo centro de informações”, acessível por telefone, vai permitir aos passageiros “contactar os serviços de informação” sem terem que se deslocar pessoalmente à receção.

A bordo com a MSC Cruzeiros

De forma a garantir que todos os passageiros continuem a desfrutar de todas as experiências a bordo, nomeadamente espetáculos, refeições de topo, excursões, atividades em família, compras em loja, serviços de beleza e bem-estar, a MSC Cruzeiros levou a cabo algumas alterações e adaptações nos espaços:

  • Atividades a bordo e entretenimento foram redesenhadas para grupos mais pequenos e deverão ser reservadas antecipadamente.
  • Atividades premiadas para crianças e espetáculos familiares ao vivo estarão disponíveis todos os dias. Novos espaços a bordo serão reservados para crianças e jovens como as Kids Areas que irão funcionar com uma capacidade reduzida.
  • Capacidade do teatro reduzida de forma a assegurar distanciamento social. Os horários de entretenimento serão adaptados para que todos os passageiros possam apreciar a variedade dos premiados espetáculos MSC.
  • Restaurantes, bares e salões, irão permitir o distanciamento social e todas as refeições e bebidas serão servidas aos passageiros nas suas mesas. No restaurante buffet, em vez de self-service, os passageiros irão seleccionar o que querem e as refeições ser-lhes-ão servidas. Para uma experiência sem contacto, os passageiros terão acesso aos menus de restaurantes e bares a partir dos telemóveis pessoais ao digitalizar um QR-code.