MSC Grandiosa vai receber a bordo primeira experiência de belas artes

MSC Grandiosa vai receber a bordo primeira experiência de belas artes

Categoria Business, Transportes

O MSC Grandiosa, o mais recente navio da MSC Cruzeiros que será inaugurado em novembro, vai receber a bordo a “primeira experiência de belas artes alguma vez realizada a bordo de um navio de cruzeiro”, anuncia a companhia em comunicado. A experiência imersiva de arte e gastronomia que apresenta a colecção “Degas Danse Dessin” tem como objetivo “aproximar os hóspedes do mundo das belas artes com uma fascinante exposição original da arte Impressionista”.

Situada numa área contruída para o efeito no elegante L’Atelier Bistro, no centro da Promenade ao estilo mediterrânico do navio, a exposição de Edgar Degas é a primeira curadoria desta colecção exclusiva a bordo de um navio de cruzeiros. A colecção “Danse Dessing” apresenta 26 estudos de movimento e dança, anteriormente exposta nas melhores galerias e museus internacionais. O trabalho de Degas encerra em si a alma de uma Paris romântica, encaixando na perfeição no cenário do novo Bistrô Francês disponível a bordo do MSC Grandiosa. A exposição oferece também aos viajantes uma experiência imersiva com cinco vídeos que acompanham as obras, disponibilizando detalhes do trabalho e da vida de Edgar Degas.

Para a MSC Cruzeiros, esta nova oferta combina o mundo das belas artes e da tecnologia, de forma a proporcionar uma oferta exclusiva de entretenimento para os viajantes, aproximando-os do mundo da arte. A introdução e exposição destas obras de renome faz parte de uma colaboração entre a MSC Cruzeiros e a AIMES, um grupo de especialistas na criação de experiências interactivas e multissensoriais, implementando tecnologia inovadora para envolver as pessoas com a arte e a cultura. A exposição foi curada pelo historiador de arte, crítico e membro dos produtores de exposições AIMES, Marcello Smarrelli.

Marcello Smarrelli, curador da exposição, refere que “apesar dos seus temas aparentemente românticos, Degas foi um grande investigador, profundamente interessado no uso de novas tecnologias disponíveis nos anos de grande renovação científica e industrial. O foco da sua pesquisa artística foi o estudo do movimento do corpo humano e a tentativa de o reproduzir numa obra de arte. Por esse motivo, a sua prática artística foi fundamental para o nascimento da fotografia e do cinema, da qual Degas foi pioneiro. Tenho a certeza que Degas teria adorado esta exposição de arte interactiva, a primeira deste género no mar, e é uma excelente oportunidade para conectar as pessoas com o seu trabalho artístico de uma maneira nova, trazendo-o à vida através de conteúdo digital disponibilizado aos hóspedes da MSC Cruzeiros”.