Notícias do Brasil… por Cristina Lira

Notícias do Brasil… por Cristina Lira

Categoria Advisor, Opinião

Por Cristina Lira

Aberta o credenciamento da ABAV Expo para profissionais do setor 

Teve início esta segunda-feira, dia 29 de julho, o credenciamento de visitantes profissionais para a 47ª ABAV Expo Internacional de Turismo e 52º Encontro Comercial Braztoa. A maior e melhor feira do setor de viagens e turismo da América Latina acontece este ano de 25 a 27 de setembro, das 12h às 20h, no Expo Center Norte, em São Paulo.

As inscrições são gratuitas até 24 de setembro e podem ser feitas no site da ABAV Expo. Após o envio do formulário online, com todos os dados preenchidos, a acreditação aprovada será enviada diretamente para o e-mail registado, para ser impressa pelo profissional e apresentada na entrada do evento, sem a necessidade de enfrentar filas, otimizando ao máximo o tempo de permanência na feira.

Agências de viagens associadas à ABAV têm gratuitidade permanente, inclusive na inscrição direta na bilheteria. Para os demais profissionais do setor vale aproveitar a acreditação antecipada, que isenta a cobrança de R$ 70, para acesso aos três dias de evento. Maiores de 60 anos e estudantes pagam meia-entrada.

“Temos planeadas ações inéditas e muito inovadoras na nossa programação para que a edição deste ano decorra num ambiente ainda mais propício para negócios, conhecimento e networking. Vamos ultrapassar os 23 mil visitantes de 2018″, afirma a presidente da ABAV Nacional, Magda Nassar.

Serviço:

  • 47ª ABAV Expo e 52º Encontro Comercial Braztoa
  • Quando: 25, 26 e 27 de setembro
  • Horário: 12h às 20h

Abertas as inscrições para o concurso amador de fotografias de cerejeiras

Evento faz parte da programação do Bunka-Sai, a festa da cultura japonesa de Petrópolis

Já estão abertas as inscrições para o 2.º Concurso Municipal Amador de Fotografias de Cerejeiras. Podem participar tanto moradores quanto visitantes da cidade, desde que o registo da cerejeira tenha sido feito em Petrópolis. Os interessados podem se inscrever, gratuitamente, até o dia 08 de agosto, na sede do Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE), no Centro de Cultura Raul de Leoni. A atribuição dos prémios acontece no dia 10 de agosto.

O evento faz parte da programação do Bunka-Sai, a festa da cultura japonesa de Petrópolis, que será realizado entre os dias 8 e 11 de agosto, no Palácio de Cristal, com entrada gratuita.

“É uma ótima oportunidade para moradores e turistas participarem da festa. As cerejeiras já floresceram em alguns locais da cidade, como no Vale do Amor, mas os participantes podem concorrer com fotos de anos anteriores, desde que tenham sido tiradas em Petrópolis. Essa é uma das dezenas de atrações que teremos durante o Bunka-Sai, uma homenagem a essa importante cultura, que é a japonesa”, destaca o diretor-presidente do IMCE, Marcelo Florencio.

O objetivo do concurso, realizado em comemoração aos 111 anos da imigração japonesa no Brasil, é incentivar a arte da fotografia e valorizar a cultura japonesa em Petrópolis, já que as cerejeiras são um símbolo do Japão. Serão duas categorias: adulto e infantil. O autor da melhor foto na categoria adulto vai ganhar um jantar com direito a acompanhante no restaurante de comida japonesa Kinpai Sushi Bar. Já o vencedor da categoria infantil receberá um brinde da organização da festa.

As fotos serão avaliadas por uma comissão julgadora formada por fotógrafos profissionais e um empresário de floricultura. As cores da fotografia, os aspectos da composição a conexão com o tema, criatividade e originalidade serão considerados como critérios de avaliação.

Os interessados devem retirar o edital no IMCE, que fica na Praça Visconde de Mauá, 305, no Centro. Mesmo local das inscrições, que serão realizadas entre 9h e 18h. Já o concurso acontece às 20h30, no sábado, durante a programação do Bunka-Sai.

Roteiro turístico de Salvador vai incluir cerimónias da Marinha do Brasil

Baianos e turistas terão acesso a cerimónias realizadas pelo comando da Marinha, em Salvador. A informação foi transmitida pelo comandante do 2.º Distrito Naval, vice-almirante Marcelo Francisco Campos, ao secretário do Turismo da Bahia, Fausto Franco, esta segunda-feira, dia 29 de junho.

Visitação Distrito Naval

“A intenção é aproximar a Marinha da sociedade soteropolitana e também dos turistas que vieram conhecer as belezas da Bahia. Devemos abrir as portas uma vez por mês para o público participar de solenidades quotidianas”, explicou o vice-almirante. O cronograma ainda está sendo elaborado, mas deve incluir as comemorações ao Dia da Bandeira, em 19 de novembro.

Para Fausto Franco, o 2.º Distrito Naval está completamente inserido no roteiro turístico de Salvador. “A sede, situada em frente à Baía de Todos-os-Santos e bem próxima à Igreja da Conceição da Praia, Mercado Modelo e Centro Histórico, pode ser mais um atrativo da cidade”, disse o secretário após participar do Cerimonial à Bandeira Narrado, assistido também pelo vice-almirante André Luiz Silva Lima, que assumirá o comando do 2.º Distrito Naval na quinta-feira, dia 1 de agosto.

Propriedade da Marinha do Brasil, o Forte de Santo António, conhecido como Farol da Barra, é um importante ponto turístico da capital baiana e pode ser visitado nos domingos, terças e quartas-feiras, das 9h às 18h, e de quinta-feira a sábado, das 9h às 21h. É cobrada uma taxa de R$ 15 para turistas – estudantes e idosos pagam meia. Moradores de Salvador pagam R$ 5.

A área interna do Farol da Barra abriga o Museu Náutico, com acervo composto por achados arqueológicos submarinos, instrumentos de navegação e sinalização náutica, maquetas, miniaturas de embarcações e uma mostra permanente relativa à geografia, história, antropologia e cultura da Baía de Todos-os-Santos, dentre outros itens.

Azul dá início à comercialização de mais de 1700 novos lugares semanais para o RN

A Azul Linhas Aéreas deu início à venda de novos voos para o Rio Grande do Norte. O estado vai ganhar frequências diárias para as cidades de Recife e de Campinas, no interior de São Paulo. No total, serão 1708 novos lugares semanais, sendo 490 na rota que liga Recife a Natal, com início da operação no dia 24 de setembro, e 1218 nos voos oriundos do aeroporto de Viracopos, a partir de dezembro deste ano.

Pedro Lima, Assessor Técnico da SEDEC; Carlos Eduardo Xavier, secretário de Tributação; Aninha Costa, secretária de Turismo; Marcelo Bento, diretor de Relações Institucionais e Alianças da Azul; Jaime Calado, secretário de Desenvolvimento Económico, e Roberto de Oliveira Luiz, diretor de Desenvolvimento de Negócios da Inframerica.

Os aeroportos de Recife e Viracopos são dois hubs da Azul responsáveis pela distribuição e transferência de voos para conectar os passageiros até seu destino final, por isso, são considerados de extrema importância no Brasil. “A nossa expectativa é que as conexões realizadas nesses dois aeroportos potencializem o fluxo de turistas vindo das regiões Sul, Sudeste e Centro-oeste para o Rio Grande do Norte”, enfatiza a secretária de Turismo, Aninha Costa.

“A parceria com o Rio Grande do Norte é fundamental para a implantação desses voos e de outros que virão no futuro. Temos visto um incremento sólido no turismo no estado e desejamos contribuir cada vez mais para o desenvolvimento da economia potiguar, especialmente facilitando o acesso de clientes além dos eixos Rio, São Paulo e Brasília às atrações do RN, via Natal e Mossoró”, comentou, Marcelo Bento, diretor de Relações Institucionais e Alianças da Azul.

De acordo com dados da Azul Linhas Aéreas, atualmente a rota de Recife para Natal possui 1960 lugares por semana. Com o incremento de 490 novos assentos, estarão disponíveis um total de 2450 lugares semanalmente. Já no caso de Viracopos, os 292 assentos por semana ganharão o incremento de 1218 assentos, chegando em um total de 1510 lugares.

Os novos voos para o Rio Grande do Norte são resultado da assinatura do regime especial de redução do querosene de aviação (QAV), assinado no dia 18 de junho, que estabelece a redução da base de cálculo em cinco alíquotas: 12%, 9%, 5%, 3% e 0%. Em contrapartida, as companhias aéreas devem cumprir metas para assegurar a redução.