Novos projetos para a Marina de Vilamoura

Novos projetos para a Marina de Vilamoura

Categoria Alojamento, Business

O anúncio que determinará o futuro de Vilamoura vai ser feito a 8 de setembro. os novos proprietários do empreendimento do Algarve – que foi comprado pelo fundo norte-americano Lone Star, em abril – vão comunicar o masterplan com os seus projetos para o complexo da ex-Lusotur, revela o Expresso.
O mais significativo destes projetos, e considerado o ex-líbris dos desenvolvimentos a avançar em Vilamoura, refere-se à Cidade Lacustre, junto à marina, cujo plano de urbanização aprovado em 1998 contemplava um megacomplexo turístico-imobiliário construído sobre a água. Mas os novos proprietários não deram luz verde a este projeto tal como estava já previsto e aprovado, considerando que “apesar do seu caráter inovador, o projeto estava desde o início comprometido por questões de navegabilidade” e que “o projeto original obrigava a remover os barcos com guindastes entre a marina e a proposta Cidade Lacustre”.
Na nova proposta para Vilamoura, o projeto Cidade Lacustre surge rebatizado de Vilamoura Lakes. Vai envolver investimentos globais de 600 milhões de euros, estende-se por 168 hectares e a sua área de construção é de 315 mil m2. Contempla, no projeto original, áreas residenciais (agora num total de 1900 unidades) comerciais e hoteleiras (totalizando as 3.600 camas turísticas). Já não terá construção em cima, mas sim em torno da água.
O novo masterplan deverá estar finalizado e aprovado até final de 2017 e o início da construção, por fases, está agendado para 2018.