“O turista vai cada vez mais procurar o Alentejo”

“O turista vai cada vez mais procurar o Alentejo”

Categoria Business, Empresas

Já lá vão 10 anos desde que a Ervideira começou a dar “passos seguros” no enoturismo. Desde logo, detetou que a “receção do turista” seria o fator diferenciador onde se poderia destacar e as parcerias entre hotéis, restaurantes ou operadores começaram a fazer parte do ADN da empresa. Em 2019, “35 mil turistas” procuraram conhecer a Ervideira.

Duarte Leal da Costa, diretor da Ervideira, que falava no webinar “Alentejo no Horizonte”, promovido pela Ambitur e que contou com o apoio da Entidade Regional do Alentejo e Ribatejo, realçou que, enquanto produtor vinícola, “queremos que os turistas venham até à região e tenham várias atividades. Somos enoturismo e recomendamos os restaurantes ou hotéis”.

Relativamente à retoma no Alentejo, o responsável acredita que a “baixa densidade populacional” deu origem a “resultados fabulosos” no que concerne à gestão da Covid-19: “O turista vai cada vez mais procurar o Alentejo”. O regime de trabalho será o mesmo: “Vamos trabalhar com mais parceiros e procurar receber os turistas”, vinca o responsável.

No entanto, o desafio principal é o “tempo de incerteza” com que todos se deparam, refere, reiterando a importância de “transmitir segurança” aos turistas: “Estamos preparados para receber turistas com espaços equipados e horários limitados”. Os “circuitos pedestres” são algo que a Ervideira tem reforçado, oferecendo passeios para os segmentos de famílias, grupos ou casais. Um clássico que não será esquecido são as “visitas” à adega acompanhadas pela “prova de vinho”, afirma Duarte Leal da Costa, realçando que esse “é o desafio que está lançado e que estamos a trabalhar”.