Observatório do Turismo de Lisboa: Aumentam os preços médios na capital

Observatório do Turismo de Lisboa: Aumentam os preços médios na capital

O Observatório de Turismo de Lisboa revela, no seu relatório relativo ao mês de dezembro de 2018, que os preços médios por Quarto Vendido (Average) e por Quarto Disponível (RevPar) praticados nas unidades hoteleiras da cidade de Lisboa apresentaram aumentos face ao período homólogo de 2017, de 5,1% e de 2,5%, respetivamente.

No caso do Average, foram os hotéis de 3 estrelas que registaram maior variação (6,6%), chegando aos 64,76 euros, seguidos dos de 4 estrelas (2,8%), 78,76 euros, e dos de 5 estrelas (2,1%), que atingiram os 157,90 euros.

Já no RevPar, verificou-se um maior aumento nas unidades hoteleiras de 5 estrelas (3%), seguindo-se os de 3 estrelas, com 1,8%, e os de 4 estrelas, com um ligeiro aumento de 0,2%. O cenário é idêntico se se considerarem o Average e o RevPar praticados no acumular de janeiro a dezembro, com todas as unidades a apresentarem preços mais elevados. Já na ocupação, em dezembro, apenas os hotéis de 5 estrelas revelam um ligeiro aumento (0,9%), embora a taxa se mantenha na ordem dos 50%. As unidades de 3 e de 4 estrelas apresentam descidas de 4,5% e de 2,5%, respetivamente, ficando ambos na ordem dos 60%. Numa comparação anual, entre 2017 e 2018, os hotéis de 3 estrelas foram os únicos a registar uma subida na ocupação (1,2%) face a 2017.

Região de Lisboa: Dezembro com subidas no Average 

Em dezembro, considerando o compêndio geral dos hotéis da região de Lisboa, verifica-se um aumento no preço médio por Quarto Vendido (Average), comparativamente ao período homólogo de 2017. As unidades hoteleiras de 3 estrelas foram as que registaram maior subida (6,3%), passando de 58,78 euros para 62,51 euros, seguidas das de 4 estrelas, com um crescimento de 2,3%, atingindo os 74,98 euros, e das de 5 estrelas, cujo Average foi de 154,37 euros, tendo crescido 1,5% face a dezembro do ano anterior.

Quanto ao preço médio por Quarto Disponível (RevPar), foi de 37,63 euros, nos hotéis de 3 estrelas – mais 5,5% que em igual período de 2017 –, de 41,73, nos de 4 estrelas, o que significa mais 0,2%, e de 69,12 euros, nos de 5 estrelas, decrescendo 0,5%. Relativamente à ocupação, no último mês do ano, houve uma descida média de 2,3% nas unidades hoteleiras consideradas, situando-se nos 53,51%. Numa comparação anual, verifica-se um desempenho positivo global em termos de Average e RevPar. Contudo, o mesmo não aconteceu na ocupação, que apresentou uma ligeira quebra de 0,8%, passando de 77,46% para 76,85%.

Golfe: Cenário positivo nas voltas e receitas

Dezembro foi um mês bastante positivo para os campos de golfe da região de Lisboa, tendo sido registados crescimentos em quase todos os parâmetros. O número de voltas realizadas por dia, por sócios e não sócios, cresceu 8%, tendo passado de 38,7 para 41,9. No caso dos sócios, estes realizaram, em média, 27 voltas por dia, o que significa um aumento de 12,5%; já os não sócios, realizaram 14,8 voltas diárias, representando mais 0,8% que em dezembro de 2017. Ao analisar os resultados por volta, verifica-se uma subida de 28,2% na receita total, que passou de 28,89 euros para 37,04 euros. A Greenfee foi o único indicador a apresentar uma ligeira quebra (-1,4%) numa comparação com o último mês de 2017, passando de 6,55 para 6,45 euros. Relativamente à nacionalidade dos jogadores, os portugueses continuam a liderar, representando 30,1% do total, seguidos dos britânicos e dos escandinavos, com 18,8% e 18,9%, respetivamente.

Cruzeiros: 2018 terminou com mais navios e passageiros 

Em dezembro de 2018, o tráfego do Porto de Lisboa apresentou variações positivas em todos os indicadores, destacando-se o número de passageiros em turnaround, que aumentou 1055,7%, comparativamente com o mesmo período do ano anterior. No último mês de 2017 tinham sido registados 183 passageiros em turnaround, um número que subiu para 2.115, em 2018. O número de passageiros totais aumentou de 32.187 para 40.176, o que representa um crescimento de 24,8%; já os passageiros em trânsito, passaram de 32.004 para 38.061, traduzindo-se numa variação positiva de
18,9%. Relativamente aos navios, houve um crescimento de 27,8%, com o número de navios a passar de 18, em dezembro de 2017, para 23.

Índice por Região: Revpar e Average com evolução positiva

Os índices Average e RevPar apresentaram uma evolução positiva, em dezembro, tanto na cidade como na região de Lisboa. Já na Ocupação, os valores do último mês do ano são mais baixos do que os obtidos em novembro. Assim, o Average passou de 1517 para 1521, na cidade, e de 1508 para 1511, na região. Quanto ao RevPar, tem valores de 1990, na cidade, e de 2018, na região, sendo, portanto, superiores aos 1986 e 2015 apresentados, respetivamente, em novembro. Quanto à Ocupação, o índice foi de 1308, na cidade de Lisboa, e de 1335, na região.