Observatório do Turismo de Lisboa: Portela regista aumento de 7% de passageiros até setembro

by Cristiana Macedo | 6 Novembro 2019 11:15

O Observatório do Turismo de Lisboa acaba de divulgar à imprensa os dados relativos à cidade e à região durante o mês de setembro de 2019.

Hóspedes e dormidas aumentam

O crescimento da atividade turística continuou a fazer-se sentir no mês de agosto. De acordo com os dados quer o número de hóspedes, quer o de dormidas aumentaram: “respetivamente, 6,6%, para 3,4 milhões, e 2,6%, para os 9,5 milhões”. No que toca a este último indicador, a destacar que as “dormidas de residentes subiram 3,2% e as de não residentes 2,3%”. Tanto a estada média, como a taxa líquida de ocupação sentiram um recuo, a “primeira de 3,7%, passando para as 2,88 noites, enquanto a segunda, a situar-se nos 68,3%, diminuiu 1,9 pontos percentuais”. Os proveitos atingiram os “630,1 milhões de euros, mais 6,4% do que em agosto de 2018”. Em relação aos rendimentos médios por quarto disponível e por quarto ocupado, situaram-se, respetivamente, em “84,4 euros e em 115,9 euros, correspondendo a aumentos de 1,5% e de 2,5%”, pela mesma ordem.

Aeroporto de Lisboa: Contínuo crescimento de passageiros

Relativamente ao aeroporto de Lisboa os dados indicam que entre os meses de junho e de setembro, registou-se “9,190 milhões de passageiros, um crescimento de 7,7% quando comparado com o mesmo trimestre do ano anterior”. No acumular de 2019 e até setembro, passaram pela Portela “23,8 milhões de pessoas, mais 7% do que no período homólogo”. Estes valores devem-se, conforme revela a empresa Vinci Airports, concessionária do espaço, ao aumento do número de turistas, bem como ao acréscimo de destinos, como Doha, no Qatar. A gestora e proprietária da ANA — Aeroportos de Portugal refere ainda que, “pela primeira vez, o aeroporto da capital portuguesa serviu mais de 30 milhões de passageiros num período de 12 meses consecutivos”. O cenário mantém-se positivo nas restantes infraestruturas do país: tanto o Porto, como o Algarve e os Açores conheceram desenvolvimentos favoráveis e apenas a Madeira não apresentou crescimento neste trimestre.

Cidade de Lisboa: Valores positivos no acumular do ano

Quanto às unidades hoteleiras da Cidade de Lisboa os dados indicam que, durante o mês de setembro, apresentaram uma “taxa de ocupação de 90,89%, o que corresponde a uma quebra de 0,70%” quando comparado com o mesmo período do ano anterior. No nono mês do ano, o Average revelou-se “positivo”, apesar de o preço médio por quarto vendido ser muito “semelhante” ao período homólogo, “variando apenas em seis cêntimos”. O RevPar, por seu turno, encontra-se em “declínio”, com o preço médio por quarto disponível a “descer 0,7%, situando-se nos 116,73 euros”. No acumular do ano, tanto o Average como o RevPar atingem valores positivos. O primeiro cresceu “1,7% situando-se a média nos 114,63 euros, e o segundo subiu 0,3%, para os 92,19 euros”.

Região de Lisboa: Bom desempenho em todos os indicadores 

Em setembro, a taxa de ocupação das unidades hoteleiras da Região de Lisboa situou-se nos 90,11%, um crescimento de 0,3%, comparativamente ao mesmo período no ano anterior, revela os dados do Observatório do Turismo de Lisboa. Em relação ao Average, todas as unidades analisadas viram o “preço médio por quarto vendido subir, tendo sido as de 5 estrelas as que mais aumentaram — 2,1%, passando para 200,98 euros”. Em situação idêntica estão os preços médios por quarto disponível: “todos os hotéis analisados elevaram os preços de RevPar, tendo sido as unidades de 3 estrelas as que apresentaram melhor desempenho – 2,7%, passando para os 86,79 euros”.

Golfe: Não sócios realizam mais por dia

No que toca ao Golfe, por dia, nos campos de golfe da região de Lisboa, foram registadas “70,7 voltas durante o mês de setembro, um crescimento de 8,7%, quando comparado com o período homólogo”. Segundo os mesmo dados, os não sócios protagonizaram uma “subida de 12,8% no número de voltas por dia, passando a média para as 41,0”. Mas, nos sócios, também houve um aumento de voltas: “3,5% em relação ao mesmo período do ano anterior, para as 29,6”. Tanto a GreenFee, como a receita total, registaram “desempenhos favoráveis”, subindo 14,7% e 4,1%, respetivamente. Em termos de nacionalidade, são os “portugueses quem tem maior representatividade, 34,8%, seguindo-se os britânicos e os escandinavos (18,7% e 15,9%, respetivamente)”.

Cruzeiros: Setembro com mais passageiros

No decorrer do nono mês do ano, o porto de Lisboa recebeu 41 navios, “menos quatro do que no mesmo período no ano passado, o que equivale a uma quebra de 8,9%”. Igualmente em “quebra” encontra-se o “número de passageiros
em turnaround, tendo passado de 8.749 pessoas para 7.610, uma descida de 13%”, quando se compara este indicador com setembro de 2018. No entanto, quer o número de passageiros totais, quer o número de passageiros em trânsito
aumentaram: “6,1% e 8,4%, respetivamente”. Isto significa que passaram pelo terminal de cruzeiros 86.832 passageiros, dos quais 79.022 em trânsito.

Índice por Região: Indicadores apresentam melhorias

No mês de setembro, os indicadores, quer da Cidade, quer da Região de Lisboa revelam uma melhoria face a agosto. O índice de Average, em ambos os casos, foi superior ao do período anterior, tendo aumentado na Cidade de 1541 para 1542 e na Região de 1530 para 1532. Em relação ao RevPar, a Cidade manteve o índice nos 1995; já a Região passou de 2030 para 2032. Em relação à ocupação, este indicador conheceu uma ligeira descida na Cidade, diminuindo de 1295 para 1294, e uma ligeira subida na Região, de 1327 para 1328.

Source URL: https://www.ambitur.pt/observatorio-do-turismo-de-lisboa-portela-regista-aumento-de-7-de-passageiros-ate-setembro/