OMT: chegadas de turistas internacionais poderão cair 20% a 30% em 2020

OMT: chegadas de turistas internacionais poderão cair 20% a 30% em 2020

A Organização Mundial do Turismo publicou a sua análise atualizada do possível impacto da Covid-19 no turismo internacional. Tendo em conta que nunca antes de introduziram restrições de viagem em todo o mundo como agora, o organismo das Nações Unidas prevê que a chegada de turistas internacionais será reduzida em 20% a 30% em 2020, em comparação com os números de 2019. No entanto, a OMT sublinha que estes números baseiam-se nos últimos acontecimentos, quando a comunidade mundial enfrenta um desafio social e económico sem precedentes, e deveriam ser interpretados com cautela à luz da natureza incerta da atual crise.

A queda estimada de entre 20% a 30% poderia traduzir-se numa descida das receitas do turismo internacional (exportações) de entre 300.000 e 450.000 milhões de dólares, quase um terço do trilião e meio de dólares atingido em 2019. Tendo em conta as tendências anteriores dos mercados, isso significaria que, devido à Covid-19, perder-se-iam entre cinco a sete anos de crescimento. Contextualizando, a OMT indica que, em 2009, após a crise económica mundial, as chegadas de turistas internacionais diminuíram 4%, enquanto que o surto da Síndrome Respiratória Aguda levou a uma descida de apenas 0,4% em 2003.

O secretário geral da OMT, Zurab Pololikashvil, afirma: “O turismo é um dos setores económicos mais afetados. Porém, o turismo está também unido para ajudar a enfrentar esta enorme emergência sanitária – a nossa prioridade absoluta – enquanto reúne forças para mitigar o impacto da crise, especialmente no emprego, e para apoiar esforços de recuperação mais vastos mediante a criação de emprego e o impulso do bem-estar económico em todo o mundo”.

Acrescentou ainda que é demasiado cedo para fazermos uma avaliação completa do possível impacto da Covid-19 no turismo, sendo claro que há milhões de postos de trabalho do setor em risco. Cerca de 80% do setor turístico é composto por PMEs, e o setor tem liderado a geração de emprego e outras oportunidades para muçheres, jovens e comunidades rurais.

Juntamente com esta nova análise, a OMT enfatiza a resiliência histórica do turismo e a sua capacidade de criar emprego depois de situações de crise, destacando a importância da cooperação internacional e de garantir que o setor seja parte essencial dos esforços de recuperação.