Os 1001 cenários de Malta

Os 1001 cenários de Malta

Malta é um dos países mais pequenos do mundo. Em 45 minutos podemos atravessar a ilha principal de uma ponta à outra. Mas a sua história é inversamente proporcional e fenomenal. Aqui podemos caminhar por templos neolíticos, construídos antes das Pirâmides, e visitar fortes, castelos, mosteiros, igrejas e palácios de variados séculos, muitos aparentemente intocados pelo tempo. Cenários tão reais que facilmente conseguimos imaginarmos-nos presentes em várias civilizações antigas, sendo por isso, um dos locais preferidos da indústria cinematográfica para filmagens.

A convite do Turismo de Malta e da Air Malta, a Ambitur foi conhecer este país que foi “King’s Landing”, a capital original da série “A Guerra dos Tronos”.

Estrategicamente posicionada no centro do Mediterrâneo e cobiçada ao longo dos tempos por vários reinos e nações, Malta é um arquipélago formado por pequenas ilhas, três delas habitadas: Malta, Gozo e Comino. Esta última apenas com três residentes.

Gregos, romanos, fenícios, cartagineses, árabes, franceses e ingleses passaram por aqui e de alguma forma deixaram a sua marca na cultura maltesa. De 1814 a 1964 fez parte do Império Britânico e durante a II Guerra Mundial desempenhou um papel muito importante para os Aliados tendo sido bombardeada pelos italianos e alemães.

Guia-se à esquerda e e a segunda língua oficial é o inglês.

É muito procurada pelo bom tempo e as suas águas ideais para mergulho. E, claro, é uma delícia para a malta que gosta de “pedras” com muita história.

 

Gozo, a ilha verde

A 20 minutos de ferry de Malta, situa-se Gozo com um ritmo calmo e mais ligado à natureza. É verdejante e vêm-se várias produções agrícolas, como vinhas e olivais. Parece ter escapado a construções em altura e turísticas.

Nos meses mais quentes de maio a agosto, muitas famílias alugam vivendas e vêm passar aqui as suas férias.

Na reserva natural de Dwejra junto ao mar fazem-se excursões de barco para observar túneis e cavernas, tapetes de fósseis e plantas raras que só vivem aqui.

A janela de Azure – um arco natural escavado na rocha pelo mar – e um dos símbolos de Malta presente em toda a promoção turística da ilha, colapsou em 2017 e foi encarada como uma tragédia nacional.

Texto e Fotos de Raquel Wise, a jornalista viajou a convite da Malta Tourism Authority e da Air Malta.