Os profissionais do turismo também gozam férias!

Os profissionais do turismo também gozam férias!

O Verão é sinónimo de férias para a maioria dos portugueses e os profissionais do sector do turismo não são excepção. Depois de mais um ano a promover, directa e indirectamente, “momentos especiais” aos seus clientes no nosso país, é chegada a hora de também eles usufruírem do que de melhor Portugal tem para oferecer. A Ambitur conversou com muitas das caras conhecidas do turismo nacional sobre os seus destinos de férias para este Verão. A maioria vai mesmo ficar por cá.

Apesar de guardarem sempre um espacinho na agenda para umas férias em outra altura do ano, o Verão é, para os profissionais de turismo, uma época de férias quase obrigatória. Não só porque é a época de ouro do Algarve, destino no qual muitos deles não abdicam de uns dias, mas também porque são as férias escolares. “Com filhos pequenos há-de sempre existir uma altura do ano nestes três meses que, pelo menos 15 dias, terá que ser”, afirma Eduardo Cabrita, director da MSC Cruzeiros Portugal, acrescentando que “desde que temos o pequeno João Henrique” que estes dias são passados em Portugal. Uma realidade também partilhada por Bernardo Trindade que aproveita estes dias para voar até à Madeira e Porto Santo. “Regresso a casa, reabro janelas, sinto o mar, volto ao convívio da família e dos amigos”, confessa o presidente do Conselho de Administração do Grupo Porto Bay, acrescentando que aproveita as suas férias “para estar com os amigos, para um banho de mar repousado, para uma caminhada calma”, no fundo, “para desfrutar dos prazeres da vida”.

As temperaturas altas convidam a banhos de sol que, juntando à companhia dos amigos e dafamília, fazem a receita perfeita para as férias de muitos destes profissionais. Os destinos de eleição são por isso os de praia. Neste campo, são as praias do sul que levam a melhor. Mesmo alguns dos profissionais com que falámos, que optam por visitar outros destinos neste período,  confessam que faz parte a passagem pelo Algarve ou pela costa alentejana por um ou dois dias.

Pedro Ribeiro confessa  “não abdicar das férias no Algarve”, mais especificamente Tavira, onde a praia Pedras D’el Rei e Praia do Barril são obrigatórias. Na companhia dos amigos e da família o director comercial dos Dom Pedro Hotels pretende “descansar e fazer praia”. Lagos é a escolha de João Freitas, general manager do LuteciaSmart Design Hotel, que aproveita estes dias para “não ser “mandado pelo relógio” e estar mais relaxado sem horários”. É também junto à família que este profissional aproveita os seus tempo livres: pratica actividades aquáticas, faz desporto, lê  e passeia.

Gonçalo Rebelo de Almeida tira sempre 15 dias para descansar na Praia da Galé. Afirmando também “não conseguir abdicar” das praias algarvias, o administrador do grupo Vila Galé acrescenta que aproveita estes dias, essencialmente, para ler, dormir e brincar com os filhos. A praia e o peixe grelhado são outros dois “ingredientes” obrigatórios. O Algarve é também o destino onde Fernando Fagulha vai recarregar baterias. A companhia da sua filha, boas temperaturas e um bom alojamento são requisitos obrigatórios para as suas férias, onde aproveita para pôr as “caminhadas” em dia. Miguel Quintas divide-se por Tróia e pelo Algarve. Quando possível, dá um salto à vizinha Espanha. O que não pode faltar?”Praia, praia e praia”, responde o director, que não abdica também do desporto na praia e do peixe grelhado”.

Paulo Sassetti, director de Operações do Grupo Hoti Hotéis, aproveitará parte dos seus dias de pausa no trabalho para “viajar pela tranquilidade das Ilhas Gregas, com uma passagem de dois dias por Viena”. No entanto, haverá ainda tempo para uma semana de descanso na Costa Alentejana e Algarve. “O que é nacional é bom”, assegura o responsável, acrescentando que a opção por tirar férias em Portugal se prende com o facto de podermos usufruir “de óptimos destinos dentro de país, com excelentes condições meteorológicas. No estrangeiro, porque, como profissional do sector, tento fazer um pouco de trabalho de campo também, vendo o que se faz na hotelaria do estrangeiro”.

Também por terras portuguesas andará Virgílio Ferreira de Barros. Depois de, já este ano, ter feito um cruzeiro para o Circulo Polar Árctico – Cabo Norte – Sol da Meia Noite, o  SalesExecutive da Pullmantur viajará até aos Açores, algo que não é frequente acontecer, uma vez que, nas suas férias de Verão, opta sempre por visitar o estrangeiro pela “necessidade” que tem ” de se afastar do quotidiano”. De férias, “além do necessário descanso”, Vírgilio Ferreira de Barros procura “realizar actividades aquáticas como mergulho, mota de água e vela”. Bruno Matos, director de Vendas do Hotel Mundial, irá dividir as suas férias entre Sesimbra e a Costa Alentejana, onde aproveita para ir à praia e passear de bicicleta.

Já Paula Canada, directora de vendas da TAP, confessa que procura sempre novos destinos para as suas férias. “Estive na Roménia e no final do ano tenciono ir à Índia”, afirma a responsável, acrescentando que “é (no estrangeiro) que me consigo afastar realmente do dia a dia”. Francisco Teixeira optou também por fazer praia em Portugal e um Cruzeiro pelas Ilhas Gregas. Para o director-geral da Melair férias é sinónimo de “família, tranquilidade e prazer”. O profissional aproveita estes momentos para fazer “coisas que no resto do ano não é possível”.

 

Leia o artigo na íntegra na edição 282 da Ambitur.