Paraty Tech: Três anos em Portugal a potencializar a venda direta dos estabelecimentos hoteleiros

Paraty Tech: Três anos em Portugal a potencializar a venda direta dos estabelecimentos hoteleiros

Categoria Business, Empresas

A entrada da Paraty Tech no território português foi um dos primeiros passos da estratégia de internacionalização da empresa. Apenas três anos depois, cadeias hoteleiras da magnitude da Nau Hotels ou Luna Hotels fazem parte da sua extensa carteira de clientes dentro do país.

Presença de multinacional, coração de startup. Assim é a Paraty Tech que, com o lema “In technology we trust” demonstra a sua principal força, ao mesmo tempo que define o seu caráter. Criada em 2012, com capital próprio e o objetivo de ajudar os hotéis a incrementar a sua venda direta, atualmente é uma referência no setor, com mais de 2500 hotéis a utilizar o seu motor de reservas e as suas soluções de revenue management. Portugal foi o ponto de partida para o processo de expansão internacional que se estende já a oito países.

O portfolio de serviços da Paraty Tech oferece aos estabelecimentos hoteleiros a oportunidade de satisfazer todas as suas necessidades relacionadas com a venda direta, com um único provedor tecnológico. O seu modelo integral win-win implica um investimento mínimo por parte do cliente e baseia-se em três pilares fundamentais:
• Motor de reservas
• Revenue management
• Web design e marketing online

Diana Azevedo Costa, Business Development Manager para Portugal, conta que a decisão de entrar no mercado português foi um sucesso, que atribui a várias razões: “O que oferecemos é muito importante. Que os clientes possam desfrutar de um “all in one”, sem intermediários nem subcontratos a terceiros, é um incentivo no momento de nos escolher. Toda a nossa tecnologia é in-house, ou seja, todas as nossas ferramentas são de desenvolvimento próprio. Isto é muito positivo, acima de tudo, na nossa agilidade em dar resposta, e também na nossa capacidade e disposição para atender aos pedidos de qualquer cliente. O que é bom para um cliente hoje, também pode ser útil para outro amanhã. Definitivamente, é a nossa competitividade que evolui com cada desenvolvimento.

Mas não podemos esquecer-nos do quando. O momento escolhido para desembarcar num novo mercado é decisivo. Naquela época, a cultura da venda direta em Portugal não estava bem estabelecida e encontrava-se quase estritamente ligada às OTAs. Com uma grande margem para melhorar, os estabelecimentos hoteleiros tinham muito a ganhar e pouco a perder. Foi como começar do zero, tínhamos que implementar uma nova forma de pensar e estar mais perto do cliente do que nunca. Três anos depois, poucos duvidam da rentabilidade potencial do principal canal de vendas diretas: o site oficial.”

Com mais de 60 clientes na carteira e cerca de 30.000 reservas gerenciadas, a Paraty Tech chegou a Portugal para ficar. O aumento da venda direta não tem limites.

Este artigo foi publicado na edição 317 da Ambitur.