Parlamento Europeu aprova financiamento inédito para o setor do turismo

Parlamento Europeu aprova financiamento inédito para o setor do turismo

Categoria Advisor, Política

O Parlamento Europeu aprovou o próximo Quadro Financeiro Plurianual pós-2020 (QPF), que consagra um financiamento inédito para o turismo sustentável. Ao contrário da proposta inicial da Comissão Europeia, os Eurodeputados pedem para o QFP uma linha orçamental para o Turismo Sustentável e hoje viram esse apoio aprovado em Plenário, em Estrasburgo, num valor que ronda os 330 milhões de euros para um período de sete anos.

Segundo Cláudia Monteiro de Aguiar, deputada madeirense e presidente do Grupo Europeu do Turismo na SME Europe (organização que representa as Pequenas e Médias Empresas na UE), “é uma vitória pois trata-se de um apoio financeiro sem precedentes para um setor que é a terceira atividade mais importante na União Europeia. Para que os destinos turísticos tenham qualidade e sustentabilidade são necessárias medidas concretas que ajudem as empresas a dar conta dos desafios que atualmente enfrentam. É preciso lembrar que o Turismo emprega cerca de 17 milhões de pessoas e contribui para cerca de 10% do PIB do bloco europeu”.

Agora aprovado, o relatório segue então para o Conselho Europeu, constituído pelos Governos dos Estados-Membros. “Espero que o Conselho faça a vontade do Parlamento Europeu e crie este financiamento que beneficia este sector tão importante para Portugal e para a Europa”, continuou a eurodeputada, em comunicado, recordando ainda o relatório no qual foi co-relatora, aprovado em outubro de 2015, designado ‘Novos desafios e ideias para o fomento do Turismo na Europa’, e onde apresentou pela primeira vez a presente proposta, em conjunto com Eurodeputados espanhóis.