Pestana lidera ranking das marcas mais reputadas no setor do turismo e lazer

Pestana lidera ranking das marcas mais reputadas no setor do turismo e lazer

Em 2020, das sete marcas com um índice de reputação de excelência, três são portuguesas e duas encontram-se no topo da tabela. A Olá lidera o ranking, trocando de posição com a Delta, que se encontrava há dois anos consecutivos na liderança. O top 3 fica fechado com a Nestlé, que mantém o seu lugar face ao ano anterior. Na quarta posição está a Lego, seguida pela Google e pela Disney. A Luso, no 7º lugar da lista, mantém-se nos níveis de excelência. As conclusões são do estudo Global RepScore™, realizado pela OnStrategy, e que avalia o posicionamento e os níveis emocional e racional de reputação, associados a mais de 2700 marcas a operar em Portugal.

Relativamente aos setores analisados, o setor de Alimentação é o que se encontra mais bem posicionado. Do seu top 5, quatro são marcas de excelência (Olá, Delta, Nestlé e Luso). Os setores Alimentares, Tecnologia e Soluções para Crianças, são os que registam maiores indicadores reputacionais; por outro lado, os setores que estão mais expostos às dimensões de serviço e governo societário (Utilities, Energia, Banca, Seguros e Construção) são os que apresentam os índices mais baixos de reputação. O setor do Turismo & Lazer, por sua vez, apresenta índices de reputação robusta e moderada.

Travel & Leisure
Pestana – 74,2
Abreu Viagens – 73,5
Pousadas de Portugal – 71,3
Hotéis Vila Galé – 70,4
Marriott – 70,1

Agências de Viagem
Abreu – 73,5
Top Atlântico – 68,3
Booking.com 65,6
e-Dreams – 65,2
Bestravel – 63,0

Este crescimento deve-se, essencialmente, ao trabalho consistente e sustentado das marcas. Segundo Pedro Tavares, Partner e CEO da Onstrategy “cada vez mais, o desafio está na correta identificação dos stakeholders mais influentes, auditoria de posicionamento e reputação, seleção dos touchpoints mais eficientes e gestão dos impactos financeiros”.

Apesar do aumento das marcas consideradas como tendo índices reputacionais excelentes e robustos, Pedro Tavares refere que “este conjunto de marcas não chega a representar sequer 5% das marcas que têm notoriedade em Portugal. Portanto, ainda há muito a fazer na gestão das marcas que estão a operar em Portugal, sejam elas nacionais ou internacionais”.

O estudo revela ainda quais as marcas com os níveis de reputação mais elevados em cada setor: Olá (Alimentação), Delta (Bebidas), LEGO (Brinquedos), Google (Tecnologia), Galp (Energia), Vodafone (Telecomunicações), Santander Totta (Banca), Fidelidade (Seguros), Cetelem (Crédito), Multibanco (Meios de Pagamento), Continente (Retalho), Mc Donnalds (Retalho Alimentar), Levi’s (Retalho Têxtil), Mimosa (Bens Alimentares), Super Bock (Bebidas Alcoólicas), Royal Canin (Veterinária), Fairy (Detergentes), L’Oréal (Bens de Grande Consumo), Bayer (Farmacêutica), Fundação Champalimaud (Saúde e Bem-Estar), Nutribalance (Bem-Estar e Dieta), Seleção Nacional de Futebol (Desporto),RFM (Media), Pestana (Turismo e Lazer), TAP (Aviação), Abreu (Agência de Viagens), Via Verde (Mobilidade), Mercedes (Automóvel), ACP (Assistência Automóvel), Avis (Aluguer Automóvel), Samsonite (acessórios de Moda), AREA (Decoração), Samsung (Pequenos Eletrodomésticos), Rolex (Bens de Luxo),ACP (Serviços Logísticos), Vista Alegre (Produtos Industriais), Remax (Imobiliária), Santa Casa (Apostas Desportivas), Mota Engil (Construção e Engenharia), Deloitte (Consultoria, Auditoria e Serviços Legais) e VDA Vieira de Almeida (Advogados).

CEOs portugueses com melhor reputação
Paralelamente à análise das marcas com melhor reputação em Portugal, a OnStrategy apurou também quais os CEOs portugueses com melhor reputação a nível nacional.

O fundador do Grupo Nabeiro, Rui Nabeiro, lidera o top 5 dos empresários nacionais com melhor reputação com 80,1 pontos, o que lhe confere um índice de reputação de Excelência. Em segundo lugar, surge António Mexia (77,3 pontos), presidente da EDP, seguido de Alexandre Soares dos Santos, antigo presidente do grupo Jerónimo Martins, falecido em agosto do ano passado, que alcançou 74,2 pontos.