Porto e Norte é oficialmente o destino nacional convidado da BTL

Porto e Norte é oficialmente o destino nacional convidado da BTL

Categoria Advisor, Associativismo

O Turismo Porto e Norte de Portugal (TPNP) é o destino nacional convidado da 32.ª edição da Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), que vai decorrer de 11 a 15 de março de 2020, na Feira Internacional de Lisboa (FIL). 

Na apresentação que decorreu esta quarta-feira em Lisboa, Fátima Vila Maior, diretora de áreas da FIL, afirmou que a “escolha não foi difícil” face à “performance que o destino tem tido em taxas de crescimento” em 2017 e 2018, acreditando que “2019 vai estar na mesma linha”. A responsável destacou ainda a potencialidade que o Porto e Norte tem no programa Hosted Buyers, nomeadamente em segmentos como “o enoturismo, o turismo de natureza” e num conjunto de ofertas, sendo importante “dar a conhecer internacionalmente o que existe na região e que não é tão conhecido”, principalmente nos “principais mercados que estão em crescimento” como os EUA, Brasil, França e Inglaterra.

Já o presidente do TPNP, Luís Pedro Martins, considera uma “honra” ser o destino convidado, denotando também “responsabilidade” no desafio. “Estamos num bom ritmo no que diz respeito a todos os indicadores”, refere, acrescentando que, até setembro, “estamos a crescer cerca de 9,5% no que diz respeito às dormidas”. Também o número de turistas no território está “próximo dos 5 milhões”, destaca. Já no indicador dos proveitos, os resultados continuam positivos: “Estamos a crescer a 14% em relação à média nacional.” No tráfego aéreo, em 2018, o aeroporto Francisco Sá Carneiro registou “12 milhões de passageiros”, prevendo-se “chegar a 13 milhões” até ao final deste ano.

Para Luís Pedro Martins, não restam dúvidas que a região “cresce acima da média nacional”. No entanto, os indicadores servem de “motivação e nada mais do que isso. Não defendo nenhuma competição entre regiões” refere o dirigente, defendendo que esta relação “tem de ser saudável”.

Douro, Minho, Porto e Trás-os-Montes em destaque na BTL

Com um stand de 1.200 metros quadrados, a região nortenha vai continuar a apostar na “diferenciação” e na “excelência” dos quatro sub destinos em destaque: Douro, Minho, Porto e Trás-os-Montes. Segundo Luís Pedro Martins, a região vai “cumprir com as mais de 600 ações”, tendo “200 referências vinícolas em prova”, com mais de “200 produtos gastronómicos” e alguns dos “melhores Chefs do País” num total “600 parceiros públicos e privados envolvidos”.

Já sobre os objetivos, o presidente do TPNP refere que pretendem “dar escala da região junto dos hosted buyers” destacando a aproximação que existe entre a Entidade Regional e a Associação de Turismo do Porto. “Felizmente estamos num bom caminho e num bom relacionamento”, afirma, ressaltando que o sucesso da Feira “está nos hosted buyers e está ligado à “relação que existe entre a entidade e a associação”. Além disso, outro objetivo passa por “melhorar a aproximação do mercado da região de Lisboa”. Tudo isto leva a um objetivo maior: “Queremos vender os quatro destinos”, sublinha o presidente, acrescentando que foi lançado aos municípios o desafio de “conseguirem ter um stand apelativo e funcional” de forma a “captar a atenção de quem passa”.

A presença na BTL é encarada como uma “oportunidade” para dar a conhecer a região aos “turistas nacionais” com enfoque especial nos do sul do país. Luís Pedro Martins considera o evento um “bom espaço” de venda para os municípios e parceiros privados que “queiram juntar-se a nós”. Para além de colocar o Porto e Norte na BTL como destino nacional convidado, Luís Pedro Martins revela que a cidade de Lisboa vai ser “invadida” com materiais de divulgação, estando espalhados pela ruas, estações de metro e nas principais avenidas, prometendo que, em breve, “vamos ter grandes surpresas. Que cheguemos ao fim e digamos: Foi um boa aposta!”, remata.

Cristiana Macedo