Portugal na WTM 2016 (fotogaleria)

Localizado no Hall N6 – EU1010 e EU1150, Portugal está presente com um stand de 812 m2 (+ 190m2 que em 2015) o que permite satisfazer o aumento da procura por parte das empresas, passando de 50 na edição anterior para 60 na presente edição.

Entre os participantes estão as sete Associações Regionais de Promoção Turística, Porto e Norte, Centro de Portugal, Lisboa, Alentejo, Algarve, Açores e Madeira, em conjunto com 60 empresas, entre hotéis e agências de viagens nacionais, contando ainda com a participação de quatro startups portuguesas na área do turismo – Climber Hotel, FLYKT, Impactrip e City Chek – as quais participam no certame ao abrigo da nova linha de apoio à internacionalização de startups na área do turismo, permitindo assim o contato e a imersão destas empresas com o ambiente internacional da atividade deste setor.

Luís Araújo, presidente do Turismo de Portugal, reconhece a importância do mercado inglês para Portugal, e por isso mesmo “é nossa missão continuar a afirmar o destino, trabalhando para que a captação de turistas seja mais eficaz e a experiência cada vez melhor, criando e consolidando relações de fidelização. 95% dos britânicos ficaram muito satisfeitos com as férias em Portugal e 99% viram as suas expetativas satisfeitas ou superadas”, reforça.

Ao longo dos três dias de feira, vão ser desenvolvidas várias ações de apresentação e promoção do Destino, nomeadamente no balcão do “Prove Portugal” o qual pretende afirmar Portugal como um Destino gastronómico, sustentado em produtos genuínos de qualidade e em profissionais que reinventam a cozinha e os vinhos portugueses.

Em 2015, o Reino Unido foi o principal mercado da procura externa para Portugal, aferido pelos principais indicadores turísticos: dormidas (8,3 milhões), hóspedes (1,7 milhões) e receitas (2.004 milhões de euros), representando quotas de 24,0%, 17,0% e 17,6%, respetivamente. Já este ano, até agosto, as dormidas dos britânicos em Portugal aumentaram 11,3% (6,3 milhões), os hóspedes 13,5% (1,3 milhões de hóspedes) e as receitas 13,9% (1.467 milhões de euros), face ao período homólogo de 2015.

A WTM é considerada a principal feira do setor turístico que se realiza no mercado britânico e uma das mais importantes a nível mundial. Os dados disponibilizados pela organização para a WTM de 2016 mostram um aumento de 20% de visitantes e expositores nos últimos 5 anos. A edição de 2015 acolheu um total de 51.500 participantes, gerando negócio no valor de 2.500 mil milhões de libras. Para 2016, a área total de exposição será de 42.578m2, e conta com a presença de 698 stands representando 5.000 empresas e 182 países.

Ambitur está em Londres e mostra-lhe algumas imagens do stand do Turismo de Portugal bem como dos profissionais que, mais uma vez, não faltam a este grande evento do turismo.

Rute Chenrim, na WTM, em Londres, com apoio da TAP