Portugueses passam férias “agarrados aos smartphones e tablets

Portugueses passam férias “agarrados aos smartphones e tablets

De acordo com o estudo da momondo “Tendências de Viagens 2015”, este ano, 28% dos Portugueses não conseguiu manter-se afastado das redes sociais durante o seu período de férias. A média é bastante equilibrada, sendo que 35% da população admite que evita estar conectado quando está longe de casa.
A maioria da população, 45 %, não consegue desligar-se das suas redes socias e corresponde a um grupo mais jovem com idades entre os 18-22 anos de idade. Por outro lado, a população com idades entre os 36-55 e 56-65, admite que publicar ou partilhar informação nas redes sociais não é uma prioridade diária.
Durante as férias, e através da ajuda dos smartphones e dos tablets, é ainda mais fácil estar disponível para partilhar os melhores momentos das nossas viagens com os amigos e família. Por isso, não é de surpreender que 38% dos portugueses partilhem momentos das suas férias nas redes sociais- 27% partilham fotografias e 6% partilham vídeos.
No que diz respeito a outros países, os Turcos estão definitivamente na vanguarda com uma percentagem de 64% dos inquiridos a admitir fazer partilhas de posts nas redes sociais, sendo que 46% partilha fotografias e 25% vídeos. Os Turcos admitem ainda que actualizam as suas redes sociais com frequência, sendo que 56% partilha informações durante as suas férias com regularidade.
Por outro lado, na Holanda, 55% dos inquiridos opta por ficar longe do “mundo on-line”. Na verdade, apenas uma pequena percentagem dos viajantes holandeses actualiza os seus meios sociais enquanto está de férias, 16%, dos quais 21 % opta por partilhar fotografias e 5% vídeos.
Ainda de acordo com o estudo da momondo, apenas 39% dos Portugueses deixa de usar as suas redes sociais enquanto está de férias, e apenas 5% espera um dia vir a conseguir essa proeza.

O Facebook continua a ser o favorito
A rede social mais utilizada pelos portugueses para publicar os seus posts durante as férias é o Facebook com 86 %. Esta é uma preferência também partilhada pela Turquia (88%) e pela Itália (81%). Por outro lado, na China (16%) e na Rússia (26%) o Facebook não está entre as redes sociais mais atraentes.
Depois do Facebook, surge o Instagram com 21%, em Portugal, e com 43 % na Turquia. Podemos ainda verificar que o Instagram é usado por 46% da população portuguesa entre os 18-22 anos e que existe uma tendência de crescimento na utilização do Snapchat (18%) sendo notório que esta é uma das redes eleitas para a partilha imagens e informações.