Portugueses viajam mais agora do que há dez anos

Portugueses viajam mais agora do que há dez anos

Mais de metade dos inquiridos (52%) admite viajar mais agora que há dez anos, sendo que 49% considera que este facto ocorre porque viajar se tornou mais acessível. Enquanto 54% considera que tem agora maior disponibilidade financeira para despender em viagens que tinha há dez anos. Um dos dados mais curiosos, resultante deste inquérito, é o aumento das viagens dentro do país, com 78% dos portugueses a afirmarem que viajavam pelo país quando eram crianças e 83% a afirmarem que o fazem agora, com as suas famílias. Estas são algumas das conclusões do estudo “Viajar através de gerações” agora apresentado pela agência de viagens online eDreams e que contou com a participação de mais de 13 mil viajantes de todo o mundo.

Este estudo, que analisou as principais diferenças nas tendências de viagem entre as diferentes gerações, concluiu que a região do Algarve é, sem dúvida, o destino de eleição dos portugueses para as suas férias. A percentagem de inquiridos que viajava e viaja para o Algarve nas suas férias, fixa-se em redor dos 60%. Uma das grandes novidades é a descida de popularidade da América do Sul, ao longo do tempo, tendo mesmo sido ultrapassada pelas Caraíbas como o destino para onde os portugueses mais viajam fora da Europa.

O estudo realizado pela eDreams demonstra, igualmente, que o destino predileto dos portugueses para as suas férias continua a ser a vizinha Espanha, apesar de registar um decréscimo ao longo dos anos. Se 65% dos inquiridos viajavam para Espanha quando crianças, agora apenas 60% viajam para o país vizinho para passar férias.

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades

Ao longo do tempo verificam-se algumas oscilações, em termos de popularidade dos destinos. Assim, os destinos europeus em franca ascensão são o Reino Unido de 16% quando eram crianças, para 30% agora; a Alemanha de 10% para 14%; a Europa de Leste de 3% para 9%; e a Irlanda de 1% para 5%. Também para fora do continente europeu existem mudanças, com a América do Sul a perder o primeiro lugar, como destino favorito dos portugueses, para as Caraíbas que cresceram de 13% para 40%; os EUA de 8% para 27%; o Norte de África de 10% para 18%; e o México de 8% para 14%.

 Segundo inquérito realizado, as férias em cidades também estão a aumentar, com 33% dos inquiridos a admitirem que estão mais dispostos a fazer férias em cidade, do que estavam há dez anos. Neste ponto, 40% dos jovens com idades compreendidas entre os 18 e os 29 anos admitem tal predisposição, assim como 30% dos adultos com mais de 30 anos de idade.

Os diferentes destinos que cada geração escolhe para as férias

As diferenças não são muito significativas, com os destinos mais populares a serem escolhidos, transversalmente, por todas as faixas etárias. Como é o caso do destino interno predileto para passar as férias de verão, que é o Algarve.

Na Europa, Espanha é o local favorito por todas as gerações, no entanto França já começa a aproximar-se do topo nas escolhas dos portugueses como destino de férias, nomeadamente nas idades compreendidas entre os 40 e os 49 anos de idade. É precisamente nesta faixa etária que surge a maior diferença de escolha de destino fora do continente europeu. Todas as outras gerações escolhem as Caraíbas, enquanto dos 40 aos 49 anos de idade optam pelos Estados Unidos da América.