Primeiro hotel da marca Moxy chega a Portugal com gestão da Hoti Hotéis

Primeiro hotel da marca Moxy chega a Portugal com gestão da Hoti Hotéis

Categoria Alojamento, Business

Mesmo em frente à Gare do Oriente, no Parque das Nações, surge o mais recente hotel da capital portuguesa, o Moxy Lisboa Oriente, o primeiro da marca a chegar a Portugal e que vai ser gerido pelo grupo português Hoti Hotéis. Trata-se do primeiro do universo Marriott a ser gerido pelo grupo da cadeia hoteleira com 100% de capital português.

O Moxy Lisboa Oriente é um projeto promovido pela Krest Real Investments, num investimento de 15 milhões de euros, que está igualmente a desenvolver ao lado do edifício do hotel, uma torre de escritórios, designada K-Tower. Para Claude Kandiyoti, CEO da promotora imobiliária belga, “a ideia de construir uma unidade hoteleira num desses terrenos surgiu “no dia a seguir” à Krest comprá-los”.

Para este projeto foi escolhido o gabinete internacional de arquitetura Broadway Malyan. Para a arquiteta Margarida Caldeira, diretora geral do gabinete em Portugal, “a abordagem de design para o Moxy teve por base as guidelines desta marca de lifestyle e o local onde se insere o edifício. O carácter industrial da zona, o declive acentuado do terreno e a arte urbana pré-existente foram sem dúvida uma fonte de inspiração”.

Este hotel de três estrelas, com 222 quartos – alguns com vista para o rio -, serviços de internet de alta velocidade, estacionamento, ginásio, salas de reunião, biblioteca e terraços, aposta num conceito novo dirigido ao segmento Millennials.

“Daí que a abordagem geral do design de interiores fosse criar um espaço que fosse lúdico e surpreendente, com uma estética moderna e industrial chique. As principais características decorativas em todo o lobby são os azulejos decorativos com desenhos contemporâneos que referenciam padrões tradicionais portugueses e grandes peças de arte de rua que cobrem as grandes paredes interiores, que serão criadas no local por artistas locais. Com vista para o lobby, há uma mezzanine com salas multi-espaciais, incluindo um ginásio e um espaço para plug-in, um local de reunião onde os hóspedes podem trabalhar, conhecer ou conversar em mesas comuns ou na mistura de sofás e cadeiras confortáveis”, explica Margarida Caldeira.

A Krest Real Estate Investments salienta ainda a importância da eficiência energética no desenvolvimento do projeto, tendo optado por soluções inovadoras, como painéis solares, painéis de sombra que evitam superaquecimento, permitindo quantidades adequadas de luz do dia em todos os lados, sistemas de iluminação LED e conforto térmico e eólico nas áreas externas. De destacar também o facto dos dois pisos de estacionamento estarem localizados nos pisos 2 e 3 deste edifício, revestindo o projeto de maior sustentabilidade, reforçando um dos maiores compromissos da Krest em Portugal, que é o desenvolvimento de projetos de qualidade sustentável.

A Krest é uma empresa de investimentos imobiliários sedeada na Bélgica, com presença no mercado português desde 2014, com projetos relevantes em Lisboa, Porto e Algarve. A Krest tem investimentos nas áreas de habitação, logística, comércio, hotelaria e escritórios em Portugal e na Bélgica. Em Portugal encontra-se atualmente a desenvolver um edifício de escritórios designado por K-Tower, no Parque das Nações, um projeto residencial, Jardim Miraflores, em Oeiras, bem como um projeto de uso misto no Porto e dois projetos residenciais no Algarve.