Programa FIT: Turismo de Portugal dedica 1,2 milhões de euros à inovação

Programa FIT: Turismo de Portugal dedica 1,2 milhões de euros à inovação

Categoria Advisor, Associativismo

A presente edição do Programa FIT – Fostering Innovation in Tourism conta com 327 startups e ideias de projeto participantes nos programas de ideação, de aceleração e de inovação aberta selecionados, e aos quais será concedido um incentivo financeiro de 1,2 milhões de euros.

Esta é a primeira vez que o Programa FIT prevê expressamente o apoio à inovação aberta, como forma de estimular a inovação, em particular nas PME, que constituem a maioria das empresas portuguesas no setor do turismo.

A edição 2020/2021 do Programa FIT envolve 4 programas de ideação, 5 programas de aceleração e 7 de inovação aberta, num total de 327 startups e ideias de projeto. Foi recebido um total recorde de 35 candidaturas, que foram apresentadas por incubadoras, que integram a rede de 46 incubadoras que assinaram o Protocolo FIT com o Turismo de Portugal.

Estas iniciativas deverão centrar-se em soluções que melhorem a experiência dos turistas, que dêem resposta aos desafios da sustentabilidade e big data no Turismo.

O montante de 1,2 milhões de euros de incentivo é alocado à dinamização da inovação e à adoção de tecnologias pelas empresas nacionais de turismo, apoiando a experimentação e adoção de soluções inovadoras pelo setor, tendo como principal objetivo a inovação tecnológica ou a inovação de modelos de negócio que permitam reforçar a capacitação das empresas nacionais e melhorar a comunicação do destino com os turistas.

A secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, afirma que “o objetivo é, em estreita colaboração com incubadoras, empresas instaladas e capitais de risco, trabalhar os desafios do sector e encontrar na comunidade empreendedora soluções úteis e inovadoras que contribuam para construir o turismo do futuro”.

Para Luís Araújo, presidente do Turismo de Portugal, “este é um programa relevante para o turismo em Portugal e que traduz a forte aposta que temos vindo a fazer na inovação da atividade turística, oferecendo condições para criar, desenvolver e implementar soluções únicas que contribuam para a competitividade das empresas portuguesas e para a afirmação internacional do destino Portugal”.

Face aos desafios que se vivem globalmente, e na atividade turística em particular, este investimento na inovação do setor torna-se ainda mais pertinente e vai continuar a ser uma aposta estratégica do Turismo de Portugal, no âmbito da iniciativa Turismo 4.0 e da Estratégia Turismo 2027.

O Programa FIT foi criado em 2016 e nas três edições anteriores foram apoiados projetos de ideação e aceleração que envolveram 897 startups e ideias de projetos, totalizando um investimento de 5,1 milhões de euros, a que correspondeu um incentivo de três milhões de euros.