Qatar Airways aumenta frota de Airbus A350

Qatar Airways aumenta frota de Airbus A350

Categoria Business, Transportes

A Qatar Airways reafirma a sua posição como maior operadora de Airbus A350, com o alcance de uma frota de 52 aviões desta tipologia, através da compra de três Airbus A350-1000. Esta nova aquisição vai ser utilizada em rotas estratégicas de longo curso para África, América, Ásia-Pacífico e Europa. Os três aviões estão equipados com o assento de classe executiva multipremiado: a Qsuite.

O chefe executivo do Grupo Qatar Airways, Akbar Al Baker, afirmou: “A Qatar Airways é uma das poucas companhias aéreas mundiais que nunca deixou de voar durante esta crise e que continua a apostar na sua frota. O nosso investimento estratégico em aviões modernos e eficientes, em termos de combustível, permitiu-nos continuar a voar e levar para casa cerca de 2,3 milhões de pessoas, em mais de 37.000 voos, desde o início da pandemia. Devido ao impacto do Covid-19 na procura de viagens, continuaremos a realizar voos ecológicos, mantendo a nossa frota de Airbus A380 imobilizada, uma vez que não se justifica, a nível comercial e ambiental, utilizar um avião tão grande no mercado atual.”

Os passageiros que viajam a bordo do Airbus A350-1000 podem usufruir das seguintes condições:

– Cabine mais ampla, com janelas maiores, que cria a sensação de espaço extra em qualquer uma das classes;

– Lugares mais amplos e espaçosos em todas as classes, aquando comparados com qualquer avião da sua categoria;

– Tecnologia avançada do sistema de ar condicionado, que inclui filtros HEPA, proporcionando uma qualidade de ar superior e a sua renovação a cada dois ou três minutos, para maior conforto dos passageiros e redução da fadiga;

– Iluminação LED que imita o nascer e pôr-do-sol para ajudar a reduzir os efeitos do jet lag;

– Cabine mais silenciosa do que qualquer avião de corredor duplo, que inclui um sistema de circulação que não provoca correntes de ar e faz pouco ruído, o que proporciona uma viagem mais tranquila.

A Qatar AIrways analisou o A380 e o A350 nas rotas de Doha para Londres, Guangzhou, Frankfurt, Paris, Melbourne, Sydney e Nova Iorque. Num voo de ida típico, a companhia aérea verificou que o A350 emitiu menos 16 toneladas de dióxido de carbono, em comparação com o A380. O estudo constatou que o A380 emitia mais 80% de CO2 do que o A350, em cada uma destas rotas. Nos casos de Melbourne e Nova Iorque, o A380 emitiu 95% mais CO2 e o A350 economizou cerca de 20 toneladas deste. Até que a procura atinja níveis normais, a Qatar Airways vai operar aviões comercial e ambientalmente adequados.

“Os clientes com preocupações ambientais podem viajar com a garantia de que a Qatar Airways monitoriza o mercado para assegurar que opera os aviões mais eficientes, de acordo com os passageiros e carga que transporta. Em vez de realizar ligações aéreas em aviões de dimensões excessivas e reduzir o número de voos, a companhia possui uma frota variada e sustentável, que utiliza para oferecer uma maior oferta, em concordância com cada mercado. Os nossos clientes também podem confiar na nossa honestidade em relação aos horários e datas dos voos agendados, dando-nos a liberdade de aumentar ou reduzir o tamanho dos aviões em função da procura”, referiu o chefe executivo do Grupo Qatar Airways, Akbar Al Baker.

As medidas de segurança a bordo da Qatar Airways envolvem o fornecimento de Equipamento de Proteção Individual (EPI) para a tripulação e um kit de proteção complementar com máscaras descartáveis para os passageiros. Os clientes da classe executiva, em aviões equipados com Qsuite podem desfrutar da privacidade aprimorada que este assento proporciona, e que inclui divisórias de privacidade deslizantes e a opção de utilizar um indicador “Não Perturbar (DND)”. A Qsuite está disponível em voos para mais de 30 destinos, incluindo Frankfurt, Kuala Lumpur, Londres e Nova Iorque. Para mais informações sobre todas as medidas que foram implementadas a bordo e no HIA, por favor visite qatarairways.com/safety.

As operações da companhia não dependem de nenhum tipo específico de avião. A variedade de aviões modernos e eficientes da mesma permitiu-lhe continuar a voar, oferecendo a capacidade certa a cada mercado. Devido ao impacto da Covid-19 na procura de viagens, a companhia aérea tomou a decisão de imobilizar a sua frota de aeronaves Airbus A380, uma vez que não se justifica utilizar um avião tão grande no mercado atual. A frota da companhia aérea de 52 Airbus A350 e 30 Boeing 787 são a escolha ideal para as rotas de longo para África, Américas, Europa e regiões da Ásia-Pacífico.

O centro operativo da Qatar Airways, o Aeroporto Internacional de Hamad (HIA), implementou procedimentos de limpeza rigorosos e aplicou medidas de distanciamento social em todos os seus terminais. Os pontos de contacto dos passageiros são higienizados a cada 10-15 minutos e os portões de embarque e os balcões das portas de embarque são limpos após cada voo. Além disso, os higienizadores de mãos são fornecidos nos pontos de controlo de imigração e de segurança. O HIA foi recentemente classificado como “Terceiro Melhor Aeroporto do Mundo”, entre 550 aeroportos, pelos SKYTRAX World Airport Awards 2020. O HIA foi também eleito “Melhor Aeroporto no Médio Oriente” pelo sexto ano consecutivo e “Melhor Serviço de Staff no Médio Oriente” pelo quinto ano consecutivo.

Para assegurar que os viajantes possam planear as suas viagens com tranquilidade, a companhia aérea tem políticas atrativas de reservas e reembolsos. Para mais informações visite qatarairways.com/RelyOnUs.