Quinta do Martelo reconhecida pela atribuição do prémio “Green Key” pelo 14.º ano consecutivo

Quinta do Martelo reconhecida pela atribuição do prémio “Green Key” pelo 14.º ano consecutivo

Categoria Alojamento, Business

A Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores aprovou, por unanimidade, um voto de congratulação à Quinta do Martelo – Centro Etnográfico e Gastronómico, pela atribuição, pelo 14º ano consecutivo o galardão “Green Key”.

O voto, proposto pela bancada do Partido Socialista, destaca os “principais elementos que caraterizam” a Quinta do Martelo, “pioneira no turismo rural e de natureza” no arquipélago, “fatores essenciais para ser candidato à atribuição do prémio Green Key”, refere a unidade em comunicado.

“A atribuição do Galardão à Quinta do Martelo pelo 14º ano consecutivo, a juntar a muitos outros reconhecimentos  regionais, nacionais e internacionais que lhe têm sido atribuídos desde que abriu portas há trinta anos, é uma confirmação da inegável qualidade que imprime ao turismo rural, servindo para afirmar os Açores no panorama internacional, sobretudo na atual situação resultante da pandemia da Covid-19”, pode ler-se no texto do voto de congratulação, partilhado à imprensa.

De igual modo é referido no documento que “a Quinta do Martelo repõe o ambiente rural genuíno, desde as construções, até à gastronomia, meio envolvente usos e costumes, servindo para observar e experimentar toda a evolução da cultura gastronómica, etnográfica e civilizacional dos Açores ao longo dos séculos”.

Gilberto Vieira, proprietário e fundador da Quinta do Martelo, diz-se honrado com este voto de congratulação oriundo do primeiro órgão de governo próprio da Região, salientando que “é muito bom e compensador ver reconhecido deste modo todo um trabalho empenhado e honesto feito na Quinta do Martelo ao longo de três décadas”.

O programa Green Key é da responsabilidade da “Foundation for Environmental Education” e tem como objetivo consciencializar para a adoção de práticas e comportamentos sustentáveis entre os decisores e participantes, através da educação ambiental para a sustentabilidade, reduzir o impacto ambiental das atividades, promover a redução e eficiência dos recursos naturais, entre outros aspetos.

O empresário manifesta o seu reconhecimento “à bancada do partido socialista, que apresentou o voto”, bem como a “todas as outras bancadas que se associaram unanimemente à iniciativa, com os seus votos a favor”.