Relatório da Amadeus indica que a Cloud transformará a experiência no aeroporto

Categoria Home

Os Aeroportos identificam cada vez mais a necessidade de mudar para sistemas da nova geração em cloud, a fim de melhorar a eficiência operacional num desafiante mercado, segundo um relatório lançado pela Amadeus. “IT makes sense to share: making the case for the cloud in Common Use airport technology“ apresenta pontos de vista de mais de 20 líderes superiores de TI da indústria aérea para investigar sobre a adoção de uma cloud com base num sistema de Uso Comum nos aeroportos. Segundo o comunicado da Amadeus, crescentes pressões comerciais das partes interessadas e concorrentes significa que os aeroportos devem fazer um uso mais eficiente dos recursos de TI de modo a operar de uma forma mais eficaz e colaborar mais com as companhias aéreas, enquanto procuram por fontes de receitas alternativas a fim de se manterem competitivos. O documento indica que modernizar as abordagens para os sistemas de Uso Comum é um caminho para atenuar esses desafios num mundo com acesso aos mais recentes modelos de computação em cloud. O documento destaca que a indústria está pronta para adoptar a próxima geração de soluções de Uso Comum para maximizar o desempenho operacional e comercial do sector. No entanto, alguns aeroportos ainda têm dúvidas decorrentes de preocupações sobre a capacidade de resistência, privacidade, segurança e risco, embora o relatório sugere que as atitudes sobre estas questões estão a mudar gradualmente. Segundo Michael Ibbitson, CIO, London Gatwick Airport, e colaborador no relatório, &as configurações nos dias de hoje dependem da tecnologia desactualizada e não está verdadeiramente a abraçar a capacidade revolucionária da internet. Cada companhia aérea que usa o nosso sistema CUPPS precisa de construir a integração local, no local. A indústria da aviação tem tentado resolver o problema com o desenvolvimento de padrões CUTE e CUPPS mas, ao fazê-lo, parece reforçar a estrutura existente, em vez de estimular a mudança. Está na hora de adoptar a tecnologia o mais rápido possível, e desenvolver uma mudança fundamental na aviação de TI.& “Os Aeroportos em todo o mundo necessitam de virar a sua atenção para novas formas de competir e maximizar o valor dos seus recursos no meio de uma crescente pressão económica. A nova geração de plataformas de Uso Comum baseadas na cloud têm a capacidade de revolucionar a forma como o TI é fornecido nos aeroportos. Servidores de cloud dedicados podem reduzir os custos para os aeroportos graças a economias de escala, entre muitos outros benefícios que permitem aos aeroportos a flexibilidade para atender melhor os seus clientes, afirmou John Jarrell, Head of Airport IT, Amadeus, acrescentando que, a “plataforma de uma cloud pode fornecer a um aeroporto energia suficiente para permitir que um VW Golf circunde a terra 27 vezes por ano, se, por exemplo 75% de um aeroporto com 300 estações de trabalho mudasse para thin clients . Isso é realmente uma actualização significativa de sistemas CUTE ou CUPPS tradicionais – a questão agora é saber se os aeroportos estão prontos para dar um salto de confiança e saltar para a cloud. O nosso objectivo é abrir o debate com a comunidade aeroportuária.&