Reportagem: Consolidador realça importância da formação como meio de atingir a inovação

by Rita Inácio | 23 Março 2020 14:11

A Ambitur.pt irá publicar, ao longo das próximas semanas, o resultado de conversas com 25 empresários e profissionais das mais variadas áreas do Turismo, da hotelaria a rent-a-cars, da aviação à distribuição, contando ainda com algumas análises de professores e investigadores. O foco desta reportagem foram os Recursos Humanos, a importância da Formação, a integração das Tecnologias e os desafios que se colocam ao setor. Poderá ler o trabalho na íntegra na edição 328/Março da Ambitur[1].

A tecnologia e a formação são “fundamentais” nos dias de hoje, uma não vive sem a outra, e as empresas não funcionam sem as duas, assegura Miguel Quintas, CEO do Consolidador.com[2]. Por isso, a empresa investe cerca de 70% das suas receitas nas duas componentes e o responsável ambiciona que essa percentagem se torne ainda maior. 

Segundo Miguel Quintas, os profissionais do setor estão “pouco preparados para a era digital” e vai mais longe: “Penso que vamos perder muitas oportunidades e que, durante os próximos anos, os ‘grandes’ vão ficar maiores porque os mais ‘pequenos’ não estão a acompanhar o que acontece no nundo”, no que respeita à tecnologia. As pequenas e médias empresas “desaparecem ou são adquiridas” pelo que será uma “época de concentração muito forte na nossa indústria”.

As empresas têm que ter a capacidade de se “reinventar”, defende o responsável, e isso só é possível com o “investimento permanente nas pessoas”, pois são os colaboradores que “garantem essa capacidade de se reinventar e atingir a excelência”. Daí a importância da formação como meio de atingir a inovação, que apenas surge quando “as pessoas são profissionalmente cultas” e se “obrigam a desafiar as suas capacidades e de quem as rodeia”.

Assim, as profissões do futuro vão continuar a ser todas aquelas que estejam “ligadas à relação humana” mas serão valorizados conhecimentos nas áreas da Tecnologia, Inteligência Artificial (IA) e Programação.

Salário é o que tem mais peso para que o Turismo seja 1.ª escolha 

O CEO do Consolidador adianta, ainda, que existem dois fatores fundamentais na escolha das profissões: a paixão e o gosto por determinada atividade profissional e a retribuição financeira que determinada atividade pode trazer. Mas, entre as duas, “o fator salarial é aquele que mais peso tem no setor para garantir que o mesmo seja a 1.ª escolha dos profissionais”. O problema é que “o turismo não é das atividades com maior retribuição salarial”, afastando muita gente do setor e também “com frequência os mais capazes tecnicamente”.

Endnotes:
  1. edição 328/Março da Ambitur: https://www.ambitur.pt/wp-content/uploads/PDF_A328.pdf
  2. Consolidador.com: http://www.consolidador.com

Source URL: https://www.ambitur.pt/reportagem-consolidador-realca-importancia-da-formacao-como-meio-de-atingir-a-inovacao/